10 curiosidades sobre elefantes que você não sabia

Existem histórias curiosas envolvendo elefantes, como o caso de um bebê elefante brincando com um passarinho. Veja 10 curiosidades sobre estes mamíferos


Maiores mamíferos terrestres, os elefantes são divididos em duas espécies: a elephas maximus, elefante asiático; e a loxodonta africana, o elefante africano.

O elefante africano é diferenciado de um asiático pelo tamanho: além de ser mais alto, o africano possui orelhas e presas maiores do que as dos seus parentes asiáticos. Os elefantes cativam pessoas de todas as idades com as suas atitudes, carisma e inteligência.

10 curiosidades sobre elefantes

10 curiosidades sobre elefantes que você não sabia

Foto: Pixabay

Existem muitas histórias curiosas envolvendo estes animais, como o caso de um bebê elefante que fez sucesso ao brincar com passarinhos e outro alegrou o dia de muitas pessoas ao tomar banho de mangueira. Confira a seguir 10 curiosidades sobre elefantes que você não sabia:

1. Proteção contra o perigo

Os elefantes são muito ligados uns aos outros e, quando estão em perigo, os animais formam um círculo em que os mais fortes protegem os mais fracos. Por terem uma forte ligação, eles parecem sofrer muito com a morte de um membro do grupo.

2. Audição aguçada

Os elefantes possuem a audição tão boa que podem facilmente detectar os passos de um camundongo. Estes mamíferos ouvem tão bem que conseguem escutar sons até mesmo pelos pés: de acordo com um estudo da bióloga Caitlin O’ Connell-Rodwell, da Universidade de Stanford (EUA), os passos e as vocalizações dos elefantes ressonam em outra frequência e outros animais conseguem receber a mensagem, pelo chão, até 10 quilômetros afastados do emissor.

3. Alimentação

Um elefante come 125 quilos de plantas, capim e folhagens, e bebe 200 litros de água por dia, sendo que a sua tromba suga 10 litros de água de uma só vez.

4. Capacidade de identificar sentimentos

Assim como nós, seres humanos, os elefantes são capazes de identificar os sentimentos e o estado psicológico dos seus companheiros. Caso percebam que algo não está bem, buscam emitir sons e tocar para aconselhar, confortar e animar o amigo que está triste.

Estes mamíferos também procuram ser solidários com os semelhantes que estão com problemas de saúde ou à beira da morte.

5. O poder da tromba

Composta pela junção do nariz com o lábio superior dos elefantes, a tromba é a principal responsável pela respiração do animal, mas desempenha muitas outras funções importantes.

O órgão possui mais de 100 mil músculos fortes que ajudam estes mamíferos a pegar uma folha de grama até arrancar galhos de árvores inteiros. A tromba possui capacidade para cerca de 7,5 litros de água, permitindo que os animais a utilizem para despejar o líquido na boca e beber ou espirrar no corpo para tomar banho.

Além disso, a tromba também é usada nas interações sociais, para abraçar, cuidar e confortar outros animais.

6. Gestação longa

A gestação dos elefantes é a mais longa entre os mamíferos: são 22 meses.

7. O choro dos elefantes

Ao mesmo tempo em que são fortes, resistentes e possuem senso de humor, estes mamíferos também choram de emoção. Existem alguns casos que levam os cientistas a acreditam que os choros dos elefantes estão realmente ligados aos sentimentos de tristeza.

8. Terra e lama como proteção

As brincadeiras dos elefantes envolvendo terra e lama possuem uma função muito importante: proteger a pele do animal contra os raios solares.

9. Bons nadadores

Apesar do tamanho, os elefantes se locomovem muito bem pela água e utilizam as pernas fortes e a boa flutuação para atravessar rios e lagos.

10. Memória de elefante

Você com certeza já ouviu a expressão “ter memória de elefante”, não é? E, sim, os elefantes realmente possuem a capacidade de preservarem recordações de outros seres por anos e até décadas.


Reportar erro