A classificação do aposto

A finalidade do aposto é esclarecer ou detalhar melhor o termo anterior da oração. Conheça os tipos de aposto


A Gramática Normativa da Língua Portuguesa nos apresenta diversos conceitos que, não raro, confundem as nossas cabeças e nos fazem crer que o nosso idioma é realmente muito difícil. Muitos deles, como o aposto, tema deste artigo, ainda são cobrados em provas de concursos e vestibulares e, por isto, faz-se necessário que compreendamos o máximo possível do tema.

O que é aposto?

Denomina-se aposto uma palavra ou expressão que explica, enumera, detalha, resume, esclarece, especifica, distribui ou compara um termo anterior da oração. Assim sendo, o objetivo do aposto é esclarecer ou detalhar melhor o termo.

O aposto pode aparecer antes ou depois do termo ao qual se refere, podendo ser, ou não, destacado por sinais de pontuação como vírgula, dois-pontos ou travessão.

Ilustração de exemplos de aposto

Ilustração: Estudo Prático

Tipos de aposto

Aposto explicativo

O aposto explicativo é usado para explicar ou esclarecer um termo da oração anterior. Sempre vem isolado na frase, podendo aparecer entre sinais de pontuação como vírgulas, parênteses ou travessões.

Exemplos:

Rafaela, funcionária muito dedicada, conseguiu uma promoção no trabalho.

João, meu amigo de infância, ganhou uma bicicleta dos pais.

Patrícia, a namorada do meu irmão, começou a vender lindos artesanatos.

Aposto enumerativo

Este tipo de aposto enumera os elementos constituintes de um termo da oração.

Exemplos:

Ricardo já viajou por vários países: Argentina, México, Bolívia, Peru e Chile.

Comprei tudo que vi em promoção na loja: um par de sapatos, uma jaqueta, uma bolsa e uma calça jeans.

Aposto especificativo

Serve para especificar ou individualizar um termo de sentido genérico da oração. Normalmente é um nome próprio de pessoa ou lugar e não aparece entre vírgulas.

Exemplos:

Visitei a cidade de João Pessoa.

A rua 7 de setembro é a próxima à esquerda.

Gosto do escritor Julio Cortázar.

Aposto de oração (oracional)

O aposto oracional resume os termos anteriores.

Exemplos:

Os pais têm um único desejo: que os seus filhos sejam sempre felizes.

Érika calou-se durante muito tempo, sinal de tristeza.

Aposto recapitulativo ou resumidor

Este tipo de aposto serve para resumir os termos anteriores em apenas uma palavra. Geralmente é expresso por um pronome indefinido.

Exemplos:

Comprei um par de sapatos, uma bolsa e uma calça jeans, tudo em promoção.

Nem distância, nem tempo, nem circunstâncias adversas, nada separa aquele casal.

Aposto comparativo

É usado para comparar um termo da oração com alguma coisa e aparece isolado por vírgulas.

Exemplos:

A sua risada, harmonia de uma orquestra, ecoava pela casa inteira.

Os seus olhos, oceanos profundos, fitavam-me sem piscar.

Aposto distributivo

Serve para distribuir as informações dos termos da oração separadamente.

Exemplos:

O pai e a mãe trabalham fora de casa, aquele como caixa de banco e esta como professora de Língua Portuguesa. 

Isis e Jéssica são minhas alunas. Esta gosta de Literatura, aquela, de Biologia.

 

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas). 


Reportar erro