A contraindicação de alguns remédios para dengue e o porquê disso

Todos os remédios cuja fórmula possui ácido acetilsalicílico em sua composição acabam sendo contraindicados


“Este medicamento é contraindicado em caso de suspeita de dengue”. Certamente você já deve ter visto essa frase em rótulos ou bulas de remédios ou ainda em comerciais de medicamentos na televisão. Mas, qual é então a razão da contraindicação para dengue de alguns remédios tão comuns e conhecidos? Explicamos a seguir:

Remédios com ácido acetilsalicílico (AAS)

Muitos dos medicamentos tão comuns e conhecidos, os quais, muitas vezes, sempre temos em casa ou no ambiente de trabalho são dotados em sua fórmula de ácido acetilsalicílico. Tal substância é responsável por reduzir a atividade das plaquetas do sangue.

Como a dengue é uma enfermidade capaz de promover a redução do número de plaquetas, e o ácido acetilsalicílico, nesse caso, acaba auxiliando na ocorrência de hemorragia, todos os remédios cuja fórmula possui o AAS em sua composição acabam sendo contraindicados para pacientes que estejam com os sintomas da dengue.

O motivo por trás da contraindicação de alguns remédios para dengue

Foto: Pixabay

Medicamentos a se evitar quando com dengue

Anti-inflamatórios como a Aspirina, analgésicos como Melhoral e Doril, além de outros tão populares remédios, devem ser completamente abolidos quando o paciente está com dengue ou com os seus sintomas e na suspeita do vírus. Tais fórmulas possuem em sua composição a presença do ácido acetilsalicílico.

Muitas pessoas quando sentem dor no corpo e na cabeça, os quais podem ou não representar os sintomas iniciais da dengue, logo acabam buscando um anti-inflamatório ou analgésico para conter tais sensações.

Todavia, o mais recomendado é que os pacientes que se sintam na suspeita da doença busquem imediatamente uma consulta com um profissional médico antes mesmo de ingerir qualquer tipo de medicamento.

Em caso de confirmação da dengue, o paciente deverá consumir bastante líquido para hidratar o corpo e ainda fórmulas medicamentosas dotadas de dipirona, a exemplo de remédios como Novalgina.

Tal substância é recomendada por ser analgésica e antitérmica sem causar influência na coagulação das plaquetas. Diferente, óbvio, de outras fórmulas como as citadas anteriormente.


Reportar erro