Ácido fosfórico

Também conhecido pelo nome de ácido ortofosfórico, ou ainda ortofosfato de hidrogênio e fosfato de hidrogênio, o ácido fosfórico (H3PO4) é uma substância incolor…


Também conhecido pelo nome de ácido ortofosfórico, ou ainda ortofosfato de hidrogênio e fosfato de hidrogênio, o ácido fosfórico (H3PO4) é uma substância incolor normalmente encontrada no mercado em forma líquida viscosa. Sua fórmula pode ser demonstrada de acordo com a imagem abaixo.

Ácido fosfórico - Utilidades, características e mitos de utilização

Foto: Reprodução

Utilidades

O ácido pode ser encontrado para venda líquido, mas misturado com água em cerca de 90% dele. Uma de suas principais aplicações é a remoção da ferrugem, mas além disso, é excelente para proteger superfícies metálicas cromadas. Isso por reagir com o cromo gerando uma camada protetora formada por fosfato de crômio.

Além dessas aplicações, no entanto, pode ser usado na indústria para a fabricação do vidro, na tinturaria, indústrias alimentícias e farmacêuticas, e também pode ser usado na fabricação de fosfatos e superfosfatos usados como fertilizantes na agropecuária.

O que muita gente não sabe, é que os refrigerantes de base cola tem o uso de ácido fosfórico em sua fabricação, carregando um alto teor dessa substância. Isso acontece na maioria dos refrigerantes aqui no Brasil, tendo dessa forma o pH > 3. Seu uso na bebida acontece devido à sua ação como acidulante, que ajuda a baixar o pH, regular o sabor doce e realçar o paladar e, por fim, também atua como um conservante da bebida.

Uma grande curiosidade em torno dessa utilização do ácido fosfórico é que, nos anos 50 e 60, muitas pessoas usavam refrigerantes de cola para limpar as partes cromadas dos veículos, devido à reação que citamos anteriormente.

Ácido fosfórico

Foto: Reprodução

Mito de utilização

Você deve estar se perguntando se, então, o uso de refrigerantes de cola para desentupir pias e ralos é realmente verdadeiro, já que há a presença desse ácido utilizado em materiais de limpeza em sua composição. Mas isso é um mito. A proporção é muito baixa para que isso seja verdade, além de não fazer mal, pois o corpo precisa desse ácido. O excesso, no entanto, pode atuar em uma reação com o cálcio dos ossos e dentes, ajudando a causar a osteoporose.

Características

O ácido pode ser considerado semiforte, uma vez que possui um grau de ionização é de 27%, ou seja, 27% é a porcentagem dos hidrogênios desse ácido que sofrem a ionização em solução aquosa a 18°C.

É uma substância incolor, solúvel em água e etanol que absorve a umidade do ar e se dissolve, formando uma solução aquosa concentrada. Quando em contato com metais, reage liberando gás hidrogênio inflamável. Ao manipular essa substância, deve-se tomar cuidado e evitar o contato com a pele e os olhos.


Reportar erro