Acumuladores de chumbo

Um acumulador é formado por dois eletrodos, envoltos por um eletrólito. No momento da carga, sofrem reações de oxirredução, com a captação e a…


Um acumulador é formado por dois eletrodos, envoltos por um eletrólito. No momento da carga, sofrem reações de oxirredução, com a captação e a liberação de elétrons e a transferência de carga na eletrólise. No momento da descarga, no qual a corrente é produzida continuamente, os eletrodos voltam ao seu estado inicial. Geralmente, um acumulador é constituído por vários pares de eletrodos montados dentro de uma cuba de plástico.

Um dos vários tipos de acumuladores é o acumulador de chumbo.  Os acumuladores de chumbo são as baterias, aquelas que nós utilizamos nos automóveis e que fornecem energia elétrica para o motor funcionar adequadamente.

Histórico e funcionamento

O acumulador de chumbo foi inventado pelo engenheiro francês Gastón Planté, em 1859. O engenheiro construiu o primeiro dispositivo, usando placas de chumbo (Pb) e de óxido de chumbo (Pb “22”), imersas numa solução aquosa resultante da diluição de ácido sulfúrico. O eletrodo de peróxido de chumbo é formado por uma pasta deste óxido moldada em uma grade de chumbo, com o objetivo de se tornar bastante esponjosa, para que possa aumentar a área em contato com a solução. O eletrodo negativo de chumbo também é esponjoso pelo mesmo motivo.

A força eletromotriz dos pares de eletrodos possui um valor aproximado de 2V, a sua capacidade mássica é da ordem de 30Ah/kg e a energia mássica é de 40Wh/Kg. Nos dias atuais, as baterias que utilizamos são muito mais modernas, fabricadas para durarem mais. Para uma maior durabilidade, os eletrodos são feitos de chumbo e misturados em antimônio.

Acumuladores de chumbo

Foto: Reprodução

Conceitos importantes dos acumuladores de chumbo

Existem alguns conceitos referentes aos acumuladores de chumbo que devem ser expostos para uma maior compreensão do tema. A capacidade do acumulador é o fator mais importante deste dispositivo, pois diz respeito à carga elétrica total fornecida até se descarregar; já a descarga do acumulador de chumbo é a transformação da energia química em energia elétrica.

Existem ainda dois conceitos importantes: a carga do acumulador e o rendimento deste dispositivo. Quando um acumulador é ligado a um gerador de 6 volts (em média), cujos polos sejam positivo com positivo e negativo com negativo, há uma passagem de corrente pelo acumulador que é oposta ao sentido da corrente. Os acumuladores têm uma média de rendimento de 80%, que é definido pela relação entre a energia fornecida na descarga e a energia recebida na carga.


Reportar erro