Antisemitismo

Entenda o que é o antisemitismo e saiba quais são suas motivações; descubra como ele esteve presente no decorrer da história do mundo


O termo antissemitismo refere-se ao ódio gratuito contra judeus e árabes que são hostilizados sem motivos. O termo semita foi criado para designar os judeus, especialmente os que no decorrer da história do mundo foram perseguidos e tratados de forma distinta em diferentes épocas, como na antiguidade, na idade média e nos tempos modernos.

Trata-se de uma agitação política, social e econômica contra os judeus, designando ainda o comportamento depreciativo de uma forma geral, proveniente de diferentes povos, independentemente da religião.

Semita

O termo era aplicado, inicialmente, aos descendentes de “Sem”, mas faz referência a um grupo de povos árabes e judeus do sudeste asiático. No ano de 1879, foi definido o termo antissemitismo como uma forma de denominar a hostilidade contra os judeus. Esses antissemitas usavam a teoria de que a raça ariana era superior por caráter e inteligência como desculpa para o seu comportamento.

Antissemitismo alemão e a influência para o mundo

Antisemitismo

Foto: Reprodução/ internet

O antissemitismo aparece na história em momentos diversos de instabilidade e crise social e econômica, como na Alemanha até o ano de 1880, além do período da Segunda Guerra Mundial.

Esse antissemitismo foi seguido em países da Europa Central e Ocidental e, na França, tornou-se um dos pontos principais para a separação entre Igreja e Estado. Em países como a Rússia, houveram medidas adotadas que impediam que os judeus adquirissem ou possuíssem terras, e também para limitar a sua admissão em instituições de ensino superior.

Na Alemanha, o antissemitismo foi instaurado e ficou famoso quando liderado sob o regime nazista de Adolf Hitler que, após algum tempo no poder, criou leis que deixava os judeus fora da proteção da legislação, de forma que foram presos e confinados em campos de concentração. Ao final da guerra, um total de seis milhões de judeus foram exterminados.

O antissemitismo, na União Soviética, foi conservado após a guerra: para o comunismo soviético ortodoxo, o judaísmo é inaceitável como religião.

Os judeus não eram apenas mortos nesse período de antissemitismo moderno, mas também torturados pelos nazistas e sofriam muito no caminho para os campos de concentração dentro dos trens em que eram levados, além das filas para o “banho”, que na verdade eram as câmaras de gás onde eram mortos. Esse povo viveu experiências de terror injustificáveis, situações que deixam a maioria incrédulos com o absurdo que as pessoas podem chegar quando alimentadas pelo ódio.


Reportar erro