Aprender inglês na infância garante boa fluência e outras vantagens

Além de garantir uma pronúncia similar a dos nativos, aprender inglês na infância pode trazer outros benefícios para a vida social e cognitiva dos pequenos


Aprender um segundo idioma durante a infância é uma experiência bastante significativa e que pode influenciar a eficiência do desenvolvimento infantil. Muitas sociedades modernas preocupam-se com o potencial impacto do bilinguismo no desenvolvimento da criança.

Além de garantir uma pronúncia similar a dos falantes nativos, aprender inglês na infância pode trazer outros benefícios para a vida social e cognitiva dos pequeninos.

Neste artigo, saiba mais sobre o bilinguismo na infância e as vantagens elencadas por César Lucchesi, diretor da Pingu’s English, rede que oferece ensino de inglês para crianças entre 3 e 8 anos.

As vantagens do bilinguismo na infância

Diversas pesquisas apontam que, ao contrário do que muitos acreditavam, o bilinguismo não provoca confusões na criança, e sim algumas vantagens sociocognitivas.

Aprender inglês na infância garante boa fluência e outras vantagens

Foto: depositphotos

As crianças que falam um segundo idioma evidenciam algumas vantagens na compreensão de crenças dos outros e nas necessidades de comunicação de seus interlocutores. Na seleção de variáveis importantes para a resolução de problemas, e na consideração de duas interpretações possíveis de um mesmo estímulo.

Os pequenos bilíngues também obtém pontuações mais elevadas em testes de capacidade cognitiva, tais como flexibilidade mental, tarefas não verbais de resolução de problemas, compreensão da origem convencional de designações, capacidade de avaliar a qualidade gramatical de frases, dentre outros.

Vantagens de aprender inglês na infância

Atualmente, o domínio da língua inglesa é indispensável na vida social e profissional de qualquer pessoa. Começar a estudar o idioma na infância é positivo tanto para a fluência quanto para o desenvolvimento cognitivo dos pequeninos.

De acordo com um estudo realizado pela Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, aos dois anos de idade, o cérebro alcança o pico máximo de sua atividade, sendo possível estabelecer até 700 novas conexões neuronais por segundo.

César Lucchesi, diretor da Pingu’s English, elencou algumas vantagens do aprendizado de inglês na infância. Confira a seguir:

Melhora da memória e atenção

“Segundo estudos realizados pela Universidade de Granada na Espanha, que mediu o tempo usado pelo cérebro para responder a um impulso, aponta que quem sabe falar dois idiomas desde o começo da infância tem ganhos significativos em memória e atenção”, comenta o diretor da rede Pingu’s English.

Cérebro focado

De acordo com um estudo realizado no Instituto de Psicologia da USP, as crianças bilíngues possuem a habilidade de absorver vários estímulos e conteúdos de uma só vez.

Boa fluência

Lucchesi destaca que as crianças que aprendem inglês desde pequenas adquirem fluência, desenvolvendo uma fala muito parecida com a de um nativo.

Raciocínio rápido

“Os estímulos recebidos nessa época irão influenciar positivamente no desenvolvimento cognitivo e podem contribuir para uma melhora no raciocínio e no funcionamento do cérebro em geral”, afirma o diretor.

Sem timidez

As crianças absorvem o idioma e praticam naturalmente com familiares e amigos, sem timidez e sem medo de errar.


Informar erro