As alternativas para quem não passou no Sisu

Existem programas disponibilizados pelo governo e por instituições de ensino que facilitam a entrada do aluno tanto em universidades públicas como privadas


Sistema de Seleção Unificada, ou simplesmente Sisu, é um programa desenvolvido pelo governo federal para auxiliar a entrada de jovens estudantes no ensino superior com foco em instituições públicas. Para conseguir uma vaga é preciso concorrer com alunos de todo o Brasil que fizeram a prova do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

A inscrição é feita pelo site oficial do sistema, onde o estudante preenche seus dados pessoais, adiciona a pontuação que obteve no Enem e o curso que deseja fazer em determinada instituição, podendo escolher até duas opções. Cada faculdade pública e o curso que ela oferece possui uma quantidade de vagas limitadas, por essa razão o inscrito deve aguardar por um período para saber se consegue garantir a vaga. Entretanto, pode acompanhar sua posição e se for o caso, mudar as opções antes que as inscrições acabem.

Infelizmente, nem todo mundo consegue uma vaga pelo Sisu e a pergunta “o que fazer?” pode “martelar” em sua cabeça. Todavia, o sonho de cursar o ensino superior, mesmo nesta situação, não está distante. Pelo contrário, existem outros programas disponibilizados pelo governo e por instituições de ensino que facilitam a entrada do estudante tanto em universidades públicas como privadas.

Bolsas e financiamentos para quem não passou no Sisu

Imagem do site do Sisu

Foto: Elza Fiuza/ Agência Brasil

Sisutec

Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) busca oferecer vagas em cursos técnicos ou tecnológicos em faculdades públicas ou privadas, sendo diferenciado do Sisu neste quesito, uma vez que este último apenas vale para instituições públicas. É uma boa oportunidade para quem deseja continuar os estudos após a conclusão do ensino médio.

Prouni

Programa Universidade para Todos (Prouni) é uma saída para quem não conseguiu uma boa colocação no Sisu. Ao realizar o vestibular de instituições privadas, o aluno poderá se inscrever no programa e através da sua nota no Enem ser selecionado para ganhar bolsas do Prouni, que podem ser totais ou parciais. Entretanto, só pode se inscrever e concorrer o estudante que estudou o ensino médio em escolas públicas ou com bolsas nas instituições privadas. Além disso, o candidato precisa ter renda familiar de até três salários mínimos.

Fies

Quem não conseguiu o Sisu, nem o Prouni, pode tentar uma bolsa com Financiamento Estudantil (Fies) elaborado pelo governo federal. Exclusivo para universidades privadas e que estejam cadastradas no programa e reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Os estudantes utilizam a nota do Enem para conseguir bolsas que variam de 25% até 100% do valor do curso selecionado. Após a conclusão do curso, o aluno tem até dois anos para pagar o financiamento, ao contrário do Prouni, no qual o candidato não precisa retornar o valor para o governo. Os juros desse tipo de financiamento podem ser de até 3,4% ao ano.

Pravaler

Este crédito, ao contrário dos demais já citados, é concedido de forma privada pela própria faculdade. Assim, o aluno financia o curso e não precisa pagar a mensalidade total. Após a conclusão, os estudantes devem quitar as dívidas conforme foi encaminhado na assinatura do contrato. Infelizmente não são todas as universidades que oferecem esta facilidade, mas é um serviço que está crescendo. Os juros nesse tipo de acordo é de 2,19% ao mês.

Convênios com empresas

Algumas faculdades privadas possuem convênios com empresas. Assim, um profissional pode ser beneficiado com descontos na universidade através do emprego. Isso ocorre porque muitas instituições gostam de capacitar seus profissionais. As chances de conseguir um financiamento são maiores quando o curso é compatível com o seu cargo na empresa.

Outras formas de cursar o ensino superior

Algumas universidades disponibilizam para estudantes outras facilidades, mas estas dependem de cada instituição. Conheça os programas disponíveis por algumas faculdades do Brasil:

  • São Paulo: Bolsa Universidade Escola da Família;
  • Mato Grosso do Sul: Vale Universidade;
  • Distrito Federal: Bolsa Universitária;
  • Goiás: Organização das Voluntárias (OVG);
  • Espírito Santo: Nossa Bolsa.

Reportar erro