As mulheres na Filosofia

Quem está ou já passou pela fase escolar certamente se lembra de que uma das matérias contidas na grade curricular é filosofia. Trata-se de…


Quem está ou já passou pela fase escolar certamente se lembra de que uma das matérias contidas na grade curricular é filosofia. Trata-se de uma matéria de grande importância para o desenvolvimento contínuo e progressivo da nação, já que incentiva que possamos agir, antes de qualquer coisa, como pensadores, além de esclarecer diversas dúvidas históricas sanadas por grandes pensadores do passado.

No entanto, se atentar-se um pouco, notará que nessa grade curricular, muito pouco ou nada se fala de mulheres atuantes na filosofia. Seria isso um indício de que elas não tinham e declaravam seus próprios pensamentos? Na verdade não, pois uma história profunda da filosofia deixa claro que a presença delas era uma constante, e que desenvolveram excelentes trabalhos, os quais não foram devidamente difundidos e reconhecidos por questões culturais que não confiavam à mulher o posto de “ser pensador”. Conheça abaixo algumas importantes mulheres presentes na história da filosofia.

As mulheres na Filosofia

Foto: Reprodução

Enheduana

Trata-se da primeira pensadora da História, a primeira pessoa da qual se tem indícios de que assinava suas próprias obras. Ensinava ciências, matemática, astronomia e foi a primeira sacerdotisa do templo da deusa lua. Na Mitologia Suméria é considerada fonte principal.

Temistocléia

Fora a grande mestra de Pitágoras, o levando progressivamente para o caminho da ética. Matemárica e filósofa, é considerada a primeira filósofa mulher do ocidente.

Aristocleia

Também é referida por muitos escritores antigos como tutora de Pitágoras, e fora importante sacerdotisa da Grécia Antiga.

Harriet Taylor

Mulher de extrema importância não apenas como filósofa, mas como defensora árdua dos direitos das mulheres. Assumiu grandes trabalhos abordando ambos os temas, o que a tornou respeitada e admirada por alguns, desprezada e detestada por outros.

Mulheres como seres pensantes

É irrefutável a quantidade de homens filósofos e sábios, que possuem tamanha importância histórica. Porém, a função do artigo é mostrar que, embora não possuam o mesmo reconhecimento, agiram efetivamente e em grande número na história da filosofia, sendo merecedoras do mesmo respeito e admiração.


Reportar erro