As vozes do verbo

O que é verbo e vozes do verbo? Como muitos devem saber, verbo é uma classe gramatical e, entre todas as classes, é a…


O que é verbo e vozes do verbo?

Como muitos devem saber, verbo é uma classe gramatical e, entre todas as classes, é a que mais apresenta flexões que estão relacionadas ao tempo, modo, pessoa, número e voz.  As vozes são a forma que o verbo assume para mostrar se o sujeito gramatical é paciente ou agente de uma determinada ação. Ou seja, é a maneira que apresenta uma ação que é expressa pelo verbo com relação ao sujeito.

As vozes do verbo

Foto: Reprodução

As vozes do verbo são divididas em três, a serem estudadas em tópicos abaixo relacionados:

a)      Voz Ativa

Quando falamos em voz ativa, estamos indicando uma oração em que o sujeito é o agente da ação verbal, ou seja, ele é o praticante da ação. Para entender melhor, confira o exemplo abaixo:

O repórter escreveu uma nota.

Na frase, “o repórter” é o sujeito agente, e “leu a notícia” representa o verbo na voz ativa.

A estrutura da voz ativa pode ser representada por: Sujeito Agente + Verbo + Complemento Verbal.

b)      Voz Passiva

Ao contrário da voz ativa, a voz passiva indica que o sujeito é paciente, ou seja, ele é quem sofre a ação que foi expressada pelo verbo. Confira o exemplo:

A notícia foi escrita pelo repórter.

A notícia” sofre a ação de ser escrita pelo repórter, ou seja, ela é o sujeito paciente, e “foi escrita pelo repórter” representa a ação sofrida pela notícia.

O estudo da voz passiva, no entanto, é um pouco mais amplo, uma vez que envolve dois aspectos distintos.

  • A voz passiva sintética é formada por um verbo transitivo direto – ou direto e indireto – na terceira pessoa do singular ou plural somada ao pronome se, que é apassivador. Confira abaixo um exemplo:

Praticaram-se ações solidárias.

Na frase, a voz passiva sintética é representada por “praticaram-se”, e o sujeito paciente, que sofre a ação, é representado por “ações solidárias.

Sua estrutura pode ser representada por: Verbo + Se (pronome apassivador) + sujeito (+ agente da passiva).

  • A voz passiva analítica é formada por um verbo auxiliar (ser ou estar) somado com o particípio de um verbo transitivo direto, ou direto e indireto, conforme demonstrado no exemplo abaixo:

Ações solidárias foram praticadas.

Na frase acima, o sujeito paciente é “ações solidárias”, e “foram praticadas” é a voz passiva analítica onde “foram” é o verbo auxiliar e “praticadas”é o particípio. Nem sempre, quando se trata de voz passiva analítica, o agente da passiva está explícito na frase.

A variação temporal nesse caso, é indicada pelo verbo auxiliar uma vez que o particípio é invariável:

Ações solidárias são praticadas.

Ações solidárias serão praticadas.

A estrutura da voz passiva analítica pode ser representada por: Sujeito paciente + Verbo Ser (aux.) + Verbo Particípio + Preposição + Agente da Passiva.

c)       Voz Reflexiva

Voz Reflexiva, é quando o sujeito é agente e paciente ao mesmo tempo, ou seja, ele pratica e sofre a ação que o verbo expressa:

A garota penteou-se diante do espelho.

Nessa frase, temos “a garota”como sujeito agente, e “penteou-se na frente do espelho” representa o verbo na voz reflexiva.

A estrutura pode ser representada por: Sujeito + Verbo + Se (+ Complemento Verbal).


Reportar erro