Astrolábio

Entenda o que é o astrolábio, como e para que foi desenvolvido. Conheça a sua história e suas aplicações


O nome do instrumento antigo usado para medir a altura dos astros acima do horizonte é astrolábio. Trata-se de um resultado prático de diversas teorias matemáticas que foram desenvolvidas pelos gregos, mas principalmente por Hiparco, e Ptolomeu, que o difundiu em seu trabalho famoso denominado Almagesto.

Ele servia ainda como uma forma de instrumento para a navegação, e começou a ser usado alguns milhares de anos atrás, em torno de 150 a.C.

Hiparco contribuiu para o desenvolvimento do astrolábio por ter formalizado a projeção estereográfica como um método para resolução de problemas astronômicos complexos sem que fosse necessário usar a trigonometria esférica.

Astrolabio

Foto: Reprodução/ internet

Theon de Alexandria escreveu um tratado do astrolábio em torno do ano 390 e, na mesma época, Sinésius de Cirene descreveu um instrumento bastante semelhante, mas foi apenas no século VI que, com Philoponos de Alexandria, se consegue ter uma de descrição em um documento da construção e utilização de um astrolábio.

O seu desenvolvimento se deu com o passar dos séculos e o astrolábio moderno de metal foi inventado algum tempo depois por Abraão Zacuto em Lisboa, baseado em versões árabes pouco precisas.

O manejo do astrolábio exigia duas pessoas, e o aparelho consistia em um grande círculo, e no seu interior corria uma régua. Uma das pessoas deveria suspender o astrolábio na altura dos olhos alinhando a régua com o Sol, enquanto o outro lia os graus marcados no círculo.

Passado algum tempo, o astrolábio foi levado para a Espanha pelos islâmicos e introduzido na cultura europeia, passando a ser amplamente usado e adaptado.

Função

O aparelho tinha como função a medição da altura e posição dos astros, o que era útil para a navegação marítima. Ele, no entanto, não tinha seu uso restrito à sua utilização no meio naval, mas também poderia ser usado como forma de registrar o tempo e, inclusive, gerar horóscopos.

O aparelho também foi usado para resolver problemas geométricos, como, por exemplo, o cálculo da altura de um prédio, ou ainda a profundidade de um poço.

O astrolábio náutico era uma versão simplificada do tradicional, com possibilidade apenas de medir altura dos astros de forma a facilitar a localização em alto mar.

Vantagens

Não existe, na verdade, vantagem ou desvantagem diante do uso de equipamentos antigos: estes são perfeitos e atendem às funções, mas existem nos dias atuais equipamentos melhor capacitados para o mesmo fim.


Reportar erro