Campanha Civilista

Campanha Civilista foi o nome dado à campanha de Rui Barbosa à presidência do Brasil, que ocorreu em 1910, durante a República Velha. O…


Campanha Civilista foi o nome dado à campanha de Rui Barbosa à presidência do Brasil, que ocorreu em 1910, durante a República Velha. O porquê do nome da campanha é o fato de que Rui Barbosa era o candidato civil, em oposição a um militar, o Marechal Hermes da Fonseca, candidato apoiado pelo então presidente Nilo Peçanha.

Campanha Civilista

Foto: Reprodução

Os antecedentes da Campanha Civilista

O segundo período da República Velha ficou conhecido como República Oligárquica e caracterizou-se pela denominada “política do café com leite”, em que o cenário político era controlado pelas oligarquias dos estados de São Paulo e Minas Gerais, com o revezamento de seus respectivos representantes na presidência do país.

No entanto, esses dois grupos oligárquicos nem sempre estavam de acordo com relação aos sucessores ao cargo presidencial. No ano de 1910, paulistas e mineiros entraram em conflito sobre quem deveria ocupar o posto de presidente da República. Em 1906, Afonso Pena, vindo da política mineira, foi eleito presidente com o apoio dos partidos de Minas Gerais e de São Paulo. Faleceu antes de completar o mandato e Nilo Peçanha, seu vice, assumiu o governo até o ano seguinte.

O Marechal Hermes da Fonseca já articulava a sua candidatura à Presidência, com o apoio de Minas Gerais. No entanto, esta manobra ia contra o acordo da política do café com leite, que previa um representante paulista como o sucessor de Afonso Pena. Por isso, os paulistas decidiram romper o acordo com os mineiros e lançaram Rui Barbosa como candidato civil em oposição ao militar Hermes da Fonseca.

A campanha de Rui Barbosa

Rui Barbosa representou um candidato intelectual e percorreu o Brasil realizando discursos e comícios, em busca de apoio popular, fato até então inédito na República Brasileira, fazendo desta a primeira campanha presidencial moderna realizada no Brasil. Apesar de todo o investimento do Partido Republicano Paulista, o movimento civilista ficou restrito aos centros urbanos, o que foi um dos obstáculos à vitória do civil.

As eleições

As eleições ocorreram no dia 1º de março de 1910, tendo como resultado a vitória do candidato Hermes da Fonseca, apesar das suspeitas de fraude. Rui Barbosa teve a maior quantidade de votos em capitais como Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. A mobilização popular alcançada pela Campanha Civilista denotou a insatisfação com a política que favorecia apenas algumas classes da sociedade e os novos grupos urbanos que se consolidavam no cenário político do país.


Reportar erro