Carbono amorfo

O carbono amorfo ou livre é um alótropo de carbono que não possui estruturas cristalinas. Na mineralogia, o termo é usado para designar o…


O carbono amorfo ou livre é um alótropo de carbono que não possui estruturas cristalinas. Na mineralogia, o termo é usado para designar o carvão, a fuligem, além de outras formas impuras do elemento carbono – que não sejam nem grafita nem diamante.

Carbono amorfo

Foto: Reprodução

Aplicações

O estudo do material tem recebido um destaque maior devido ao recente desenvolvimento de novas formas de seu preparo. Composto por camadas de átomos de carbono hibridizado em sp², o carbono amorfo contém ainda uma significante fração de átomos de carbono em sp³. Aplicadas no desenvolvimento de eletrodos e baterias, as estruturas com características catalíticas e adsorventes é resultado da síntese dessas substâncias, envolvendo o controle do tamanho de seus poros – permitindo que possam ser obtidas estruturas com importantes características funcionais, como nas baterias, por exemplo. Seu estudo tem sido direcionado também a sua utilização em dispositivos opto-eletrônicos, revestimentos de ferramentas, proteção de filtros ópticos, entre outras.

Alotropia

Chamamos de alotropia o fenômeno que acontece com um elemento químico dando origem a duas ou mais substâncias simples diferentes. Somente quatro substâncias na tabela periódica são capazes de formar alótropos: o carbono, o oxigênio, o enxofre e o fósforo.

Quando falamos no carbono, temos muitas variedades alotrópicas, mas três delas se destacam como muito importantes: o grafite, o diamante e o carbono amorfo. As duas primeiras apresentam uma estrutura cristalina bem definida, sendo que a do grafite é como se fosse formada por camadas químicas, desmembrando-se quando usada para escrever no papel. O diamante, em contrapartida, é uma intrincada estrutura tridimensional: a substância mais dura já encontrada na natureza.

Já o carbono amorfo, também conhecido como carbono reativo, não apresenta a mesma estrutura cristalina dos dois citados anteriormente. Normalmente encontra-se na forma hidrogenada – incorporada por átomos de hidrogênio -, e o carbono amorfo e denominado a-C, enquanto sua forma hidrogenada é a-C:H.

O carbono amorfo, na mineralogia, é também denominado como carvão ou fuligem, da mesma forma como as formas impuras do elemento carbono, ou seja, aquelas que não se apresentam na forma de grafite nem de carvão.


Reportar erro