Causas da Primeira Guerra Mundial

Conheça as principais causas que motivaram a Primeira Guerra Mundial, conflito armado que envolveu diversos países do mundo


O assassinato do Arquiduque Austro-Húngaro, Francisco Ferdinando, é tido por muitos como a causa da Primeira Guerra Mundial. Quem conhece a história a fundo, no entanto, sabe que esse fato foi apenas a fagulha que faltava para boa parte da Europa se dispor à guerra e dar origem a Primeira Guerra Mundial.

Estudiosos no assunto afirmam que não é tão simples assim definir os motivos que levaram os países europeus a entrarem em guerra. Desde 1926 que esse tema vem sendo debatido, e apesar de todos concordarem que foi a morte do Arquiduque Austro-Húngaro a causa imediata, aspectos culturais, políticos e econômicos são sempre citados.

Causas da Primeira Guerra Mundial

Ilustração do assassinato do Arquiduque Francisco Ferdinando. | Imagem: Reprodução

Algumas causas da Primeira Guerra

Os pontos que podemos destacar na profunda origem da Primeira Guerra Mundial, que, segundo alguns especialistas na área, se desenvolveram principalmente após o Congresso de Viena e a derrota final de Napoleão Bonaparte, são esses a seguir:

  • Governos não-unificados;
  • Disputas prévias não resolvidas;
  • Imperialismo;
  • Corrida armamentista;
  • Planejamento militar rígido;
  • Atrasos e discrepâncias nas comunicações diplomáticas;
  • E o complexo sistema de alianças que se desenvolvia entre os países europeus.

Luta por terras

Na segunda metade do século XIX várias porções de terras da África e da Ásia foram partilhadas entre as nações europeias. França e Inglaterra ficaram com grandes territórios, cheios de recursos exploráveis, mas Itália e Alemanha não foram assim tão beneficiadas na divisão das terras e tiveram que se contentar com territórios de “pouco valor”. Essa é tida também como uma das causas da Primeira Guerra Mundial, uma vez que o descontentamento se espalhou pelos dois países, que permaneceram desejando mais territórios para explorar.

Desentendimentos

As nações europeias eram sustentadas pelo comércio. Com o tempo a disputa por consumidores e por matérias-primas dos produtos oferecidos foi ficando mais acirrada. Algumas ações e decisões desleais foram tomadas por alguns países, que acabaram se destacando e acumulando desafetos. Esses pequenos desentendimentos são apontados também como uma das principais causas da Primeira Guerra Mundial.

Nacionalismos

Uma das influências para que este conflito acontecesse foram também os nacionalismos. Os nacionalismos que reinavam entre os países europeus eram o pan-eslavismo e o pan-germanismo. O primeiro atingia a Rússia e os países de origem eslava, e tinha como ideal promover a união desses países, enquanto o segundo desejava unir os países de origem germânica para formar um grande império. Também se fez presente a rivalidade entre os países Alemanha e Inglaterra.


Reportar erro