Ciclo do oxigênio e sua importância

Por Agnes Rafaela

A circulação de substâncias na natureza que são necessárias para a manutenção da vida dos organismos é chamada de ciclo biogeoquímico. Este ciclo envolve todo o caminho percorrido por certo elemento através da biosfera, litosfera, hidrosfera e atmosfera do planeta Terra. O processo é natural e tem como função principal reciclar os elementos que estão no meio ambiente para serem utilizados pelos organismos e assim sucessivamente. Esses ciclos estão associados aos processos de natureza biológica, hidrológica e geológica. Dentre os principais ciclos biogeoquímicos, temos o da água, do carbono, do fósforo, do nitrogênio e do oxigênio. Veremos este último em especial.

O ciclo do oxigênio

Ciclo do oxigênio

Ilustração do ciclo do oxigênio. | Foto: Reprodução

O ciclo do oxigênio é bastante complexo pelo fato de o oxigênio ser um elemento de fundamental importância para os seres vivos e por existir nas mais diferentes combinações de compostos químicos. A atmosfera é onde se encontra maior abundância de oxigênio para uso dos seres vivos, ele pode ser encontrado nela na forma de gás oxigênio, o O2, ou de gás carbônico, o CO2.

O O2 é usado por animais e plantas em suas respirações anaeróbias, nestas, átomos de hidrogênio e oxigênio se combinarão formando moléculas d’água, H2O, e os seres a liberarão juntamente com CO2 e energia. Vale atentar que moléculas de água formadas também podem ser liberadas para o meio pela transpiração e excreção. Ainda as moléculas de água quando em parceria com o CO2 ajudam a promover a fotossíntese realizar pelos autótrofos.

Os oxigenados e carbonos em geral que se encontram no CO2 vão agora compor a matéria orgânica do vegetal, que por sua vez liberará o oxigênio à atmosfera através de sua respiração ou até mesmo em sua decomposição.  A água restituída na atmosfera, agora será aproveitada por plantas, aonde irá se romper e voltar mais uma vez para o meio como O2.

O oxigênio, sendo um elemento de diversas funções, também pode formar óxidos quando ligado a metais e também atuar como uma barreira de proteção contra radiações solares intensas, pois compõe a camada de ozônio. Nesta última e importante tarefa, ocorre um processo onde as radiações pequenas quebram moléculas de CO2 presente na atmosfera, assim, se dá a liberação de átomos que ao sofrer reação junto com outras moléculas formam O3 (gás ozônio). A destruição dessa camada de ozônio pode trazer graves consequências diretas aos seres, ou indiretas de longo prazo, por isso a importância de preservar a integridade da camada, evitando usar gases que contribuam com sua destruição.