Colônias de povoamento

O sistema colonial tradicional apresenta diversas formas de colonização. Podemos agrupar todos os tipos em dois principais, as de povoamento e as de exploração.…


O sistema colonial tradicional apresenta diversas formas de colonização. Podemos agrupar todos os tipos em dois principais, as de povoamento e as de exploração. Os dois tipos de colonização apresentam consequências que seguem até muito tempo depois para cada região, mas ambas possuem características distintas.

Colônias de povoamento

Foto: Reprodução

O que é uma colônia de povoamento?

As colônias de povoamento, ao contrário da de exploração, não visa apenas a extração dos bens da terra para venda e enriquecimento rápido, além de não ser uma ocupação temporária. Esta é caracterizada pela vinda de grupos familiares que podem ser refugiados religiosos e, por isso, tenta-se reproduzir a vida que possuíam no local de onde saíram. Desta forma, desejam a prosperidade e o desenvolvimento, tornando a valorização do ambiente algo crescente.

Conceituada como “o tipo de colonização onde os colonizadores povoavam e desenvolviam a terra”, essa forma de colônia é, no entanto, cheia de controvérsias. Para povoar uma terra, é preciso, antes de qualquer coisa, explorá-la. Alguns estudiosos afirmam que este conceito de colônia de povoamento foi apenas uma forma dos Europeus amenizarem o real objetivo da colonização que, para eles, é a exploração.

No entanto, a colonização de povoamento é vista até os dias de hoje como uma das causas do desenvolvimento de países como os Estados Unidos e o Canadá. Esse tipo de colonização, apesar de ser visto como responsável pelo desenvolvimento das nações, é apontado por muitos ainda como um dos fatores de sub desenvolvimento.

Principais características

A colônia de povoamento tem como principais características a valorização do trabalho, capitalização, investimento dos lucros da produção local na própria colônia, fazendo com que cresça e convergindo para a metrópole os tributos apenas, criação de um mercado interno cuja produção atendia às necessidades internas e se organizada em pequenas propriedades com trabalho livre e familiar, além da valorização da educação, da instrução e da mulher. Existe ainda a consciência da autonomia e um desenvolvimento precoce do ideal de emancipação.

Além disso, esse tipo de colonização era marcado pelo pacto colonial mais fraco, criação de escolas, igrejas, fábricas, entre outros, coexistência de comércio e manufaturas e independência política e atitude libertadora dos membros. De pouco interesse para a metrópole, essas eram colônias atípicas, pois não contribuíam na balança comercial do país colonizador.

Colônia de povoamento no Brasil

Houve uma experiência realizada no litoral de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul quanto às colônias de povoamento. Isso aconteceu no século XVIII quando foram trazidas famílias de açorianos que, em caráter permanente, ficaram nas regiões para desenvolver produção diversificada em pequenas propriedades.


Reportar erro