Comunidade Econômica Europeia

Compreenda como se formou a CEE, bem como os objetivos pelos quais seus membros lutavam. Além de entender a passagem deste grupo para a União Europeia


Provavelmente você já deve ter ouvido falar na União Européia (UE), um dos blocos políticos e econômicos mais famosos do mundo. Mas, e a Comunidade Econômica Europeia (CEE), você sabe o que é? Na verdade, os dois são a mesma coisa. Esta última nomenclatura foi, em tempos passados, a designação do bloco que reunia vários países do continente europeu. Desde 1993, o CEE tornou-se União Europeia. E junto com a mudança dos nomes, veio também as alterações de princípios e visões dos países membros.

Neste artigo, é possível compreender como se formou a Comunidade Econômica Europeia, bem como os objetivos pelos quais seus membros lutavam. Além disso, uma linha histórica foi traçada até a sua transformação em UE e suas novas ideologias.

Surgimento da CEE e seus princípios

Para reunir os países da Europa em um bloco econômico, foram necessários vários encontros e formações de grupos com as mais diversas finalidades, a exemplo do Tratado de Paris, que foi um documento crucial para a formação posterior da comunidade com as nações europeias. Isso porque em 1951 foi lançada a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA).

Comunidade Econômica Europeia

Foto: Creative Commons

Em seguida, já no ano de 1958, surge o CEE, constituído pelos países: Alemanha, Bélgica, França, Itália, Luxemburgo e Países Baixos. Juntas, as nações queriam aumentar ainda mais a força do continente e de seus países membros, em um processo de integração econômica. Além disso, tinham outros objetivos, como:

  • Área de livre comércio;
  • Integração econômica total;
  • Mercado comum;
  • União aduaneira;
  • União econômica e monetária;
  • Zona preferencial de comércio.

A Comunidade Econômica Europeia era formada por alguns órgãos que mantinham o trabalho das nações organizados, eram eles: o Conselho da União Europeia, Comissão Europeia, Parlamento Europeu, Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias e o Tribunal de Contas Europeu.

Passagem da CEE para a União Europeia

Uma evolução marca a passagem da Comunidade para a União: a ligação política. Enquanto era CEE, a relação entre os países membros era totalmente voltada para a economia. A partir de 1993, quando o grupo já estava composto por mais nações, como a Irlanda, Reino Unido e Dinamarca (1973), Grécia (1981), Portugal e Espanha (1986), foi vista a necessidade de que uns pudessem apoiar os outros politicamente e assim fortalecer ainda mais os países participantes.

Atualmente, 28 países da Europa estão integrados a União Europeia, número que compreende grande parte do continente europeu. De acordo com o site da UE, os objetivos da união pairam sobre a facilidade de mobilidade entre os povos dos componentes, o crescimento de todos, a estabilidade e moeda única. Bem como garantir os direitos humanos de forma igualitária e possuir instituições democráticas e transparentes.


Reportar erro