Conheça a história do Partido Social Cristão (PSC)

O PSC foi criado em julho de 1985, mas possui uma história que começa desde 1970, com a criação do Partido Democrático Republicano


O Partido Social Cristão (PSC) foi  criado em julho de 1985, mas possui uma história que começa desde 1970, com a criação do Partido Democrático Republicano. Mas somente 15 anos depois da reabertura política, o advogado Vitor Nósseis deu continuidade ao trabalho da sigla e fundou o PSC.

Em 1989, o PSC se aliou ao Partido Social Trabalhista (PST), Partido Trabalhista Renovador (PTR), Partido da Reconstrução Nacional (PRN). Essa coligação foi denominada como “Brasil Novo” e conseguiu levar a vitória de Fernando Collor.

Foi em 1982 que Vitor Nósseis, presidente da agremiação, sugeriu que o partido mudasse o nome para “Partido Social Cristão”.

conheca-a-historia-do-partido-social-cristao

Foto: reprodução/PSC

O partido usa o termo “Social Cristão” porque acredita que o cristianismo é algo que se estende à religião; é também um estado de espírito que não exclui ninguém e que serve uma base para que as pessoas consigam tomar decisões de maneira racional. Por isso, usa termos como “pró-vida” e “pró-família”.

Em março de 1990, o número eleitoral do PSC ficou registrado como 20. E no mesmo ano, o partido conseguiu eleger o governador de Alagoas, Geraldo Bulhões, sendo essa a primeira vitória expressiva do partido após assistir à eleição de Collor.

Dois anos depois, o PSC conseguiu eleger 41 prefeitos prefeitos em todo o país. E, em 2000, conseguiu eleger outros 33. Em 2002, o PSC lançou candidatos aos governos dos estados do Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Paraná, mas não conseguiu eleger nenhum deles.

Em 2006, o partido conseguiu eleger nove deputados federais. Desses, três foram eleitos pelo Rio de Janeiro. Em 2013, o partido constituiu-se como oposição de direita ao Governo Dilma, quando o Partido dos Trabalhadores (PT) se posicionou favorável às pautas progressistas que o PSC se opõe.

O partido faz abertamente críticas aos posicionamentos Marxistas e é historicamente conhecida por ser contra o comunismo.


Reportar erro