Conheça a Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT)

A instituição possui sede em Cuiabá, além de está representada em Barra do Garças, Pontal do Araguaia, Rondonópolis, Sinop e Várzea Grande


A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) foi criada em 10 de dezembro de 1970 pela Lei nº 5.647. As atividades de ensino, pesquisa e extensão estão concentradas em 99 cursos de graduação, incluídas as habilitações, e 60 de especialização sustentados em núcleos de investigação e extensão. Ao todo, mais de 34 mil estudantes estão matriculados.

A instituição possui sede na cidade de Cuiabá, porém, ela ainda está representada em outras cinco cidades: Barra do Garças, Pontal do Araguaia, Rondonópolis, Sinop e Várzea Grande. Sua trajetória representam relevante importância no cenário socioeconômico e cultural de Mato Grosso, até porque, foi a única universidade federal no Estado por muitos anos.

Na história

No contexto histórico, a UFMT resultou da fusão de duas instituições: a Faculdade de Direito, que existia desde 1934, e o Instituto de Ciências e Letras de Cuiabá, que surgiu em 1966.

conheca-a-universidade-federal-do-mato-grosso-ufmt

Foto: reprodução/UFMT

Desde então, fez parte da vida de muitos profissionais que hoje atuam no mercado. É depositária de volume expressivo de informações referentes à sua própria existência e a fatos e momentos cruciais da história regional e nacional.

Desde a sua fundação a UFMT tem procurado refletir a realidade que a cerca, com vistas a respeitar e a atender as especificidades, as expectativas e necessidades da região. Elegeu como eixos de suas políticas acadêmicas a preservação da memória regional, a educação, a saúde pública, a questão do meio ambiente, a ciência e a tecnologia.

Estrutura

A UFMT tem 27 institutos e faculdades. Entre os principais estão: Hospital Universitário Júlio Müller, Hospital Veterinário; uma fazenda experimental (em Santo Antônio do Leverger); uma base avançada de pesquisa no Pantanal (município de Poconé); estações meteorológicas; zoológico; parque aquático e o único teatro com especificações em Cuiabá.

A instituição conta ainda com o maior sistema de bibliotecas do Estado, somando mais de 300 mil volumes, sendo 200.908 na Biblioteca Central em Cuiabá; 47.878 em Rondonópolis; 16.639 no Campus do Araguaia e 15.588 em Sinop. Os outros três campi possuem área total parecida com a da cidade universitária (cerca de 600 mil m² cada, a cidade tem 782 mil m²).

Sobre os cursos

Os cursos estão divididos entre os campis:

Cuiabá

Administração, Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Biológicas, Ciências da Computação, Ciências Contábeis, Ciências Sociais, Ciência e Tecnologia de Alimentos, Ciências Econômicas, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Radialismo, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Sanitária e Ambiental, Estatística, Física, Filosofia, Geografia, Geologia, História, Letras, Matemática, Medicina, Medicina Veterinária, Música, Nutrição, Pedagogia, Química, Saúde Coletiva, Serviço Social, Sistemas de Informação, Zootecnia.

Barra do Garças

Agronomia, Biomedicina, Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia de Alimentos, Engenharia Civil, Física, Geografia, Jornalismo, Letras, Matemática, Química.

Pontal do Araguaia

Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Engenharia de Alimentos, Farmácia, Física, Matemática, Química.

Rondonópolis

Administração, Biblioteconomia, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Enfermagem, Engenharia Agrícola e Ambiental, Engenharia Mecânica, Geografia, História, Letras, Matemática, Medicina (2014), Pedagogia, Psicologia, Sistemas de Informação, Zootecnia.

Sinop

Agronomia, Enfermagem, Engenharia Florestal, Medicina (2014), Medicina Veterinária, Zootecnia.

Ingresso

Os alunos que pleiteiam a uma vaga na instituição devem ficar atentos. Desde que houve a reestruturação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a UFMT aboliu o vestibular. O preenchimento de vagas é feito exclusivamente pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU).


Reportar erro