Conheça as freiras que rezam sem parar há 137 anos

As Irmãs Franciscanas da Adoração Perpétua de um convento em La Crosse, nos Estados Unidos, estão há 137 anos orando continuamente


Certamente o hábito de rezar antes de dormir e ao acordar você e tantas outras pessoas no mundo têm. Mas, e quanto a orar um terço até o fim, o que corresponde a 50 orações Ave-Marias? Indo mais além… e rezar, então, um rosário completo, este que compreende uma sequência de quatro terços? É, para muitos – até mesmo católicos – esse tipo de ritual sagrado representa algo extremamente cansativo.

Todavia, não é assim como encaram as Irmãs Franciscanas da Adoração Perpétua de um convento em La Crosse, no estado de Wisconsin, nos Estados Unidos. Por lá, elas estão há, pasmem, 137 anos orando continuamente, sem parar. O ritual, entretanto, é feito por meio de um esquema de alternância entre as freiras.

O início de tudo

Segundo publicação do portal Mega Curioso, as enclausuradas de La Crosse estão nesse batente contínuo de orações desde o dia 1º de agosto do ano de 1878, mais precisamente tendo iniciado as rezas às 11h dessa data, incrivelmente há mais de um século!

Conheça as freiras que rezam sem parar há 137 anos

Foto: Reprodução/ Mega Curioso

Na congregação, nos dias de hoje, pouco mais de 100 irmãs integram o convento. Porém, mesmo com tantas freiras, a tarefa diária por lá no que diz respeito aos rituais de oração não é das mais fáceis. Além delas, aproximadamente 180 fiéis auxiliam no trabalho sagrado, tudo para que a oração seja eterna. Por lá, certamente, a palavra “fim” não é bem-vinda.

Ajuda dos fiéis

Foi no ano de 1997 que as Irmãs Franciscanas da Adoração Perpétua iniciaram a procura por auxiliares para o trabalho de reza eterna. Isso ocorreu em decorrência da redução do número de freiras no referido convento norte-americano.

Somente na última década, segundo estimativa, elas têm realizado orações para um número superior a 150 mil pessoas distintas. É possível, inclusive, que qualquer fiel de qualquer parte do Planeta envie pedidos de orações por meio da página eletrônica do convento de La Crosse.


Reportar erro