Conhecimento científico e cotidiano

O conhecimento humano pode ser expresso pelo dia a dia e com base experimental. Saiba mais sobre os conhecimentos científico e cotidiano


Graças à sua capacidade psíquica, o homem consegue modificar decisivamente o ambiente a favor da sobrevivência e para uma melhor qualidade de vida, o que se dá por meio da construção do conhecimento que vai adquirindo e transmitindo ao longo das gerações.

Dentre as várias formas de expressar o conhecimento humano estão o conhecimento cotidiano e o conhecimento científico.

O conhecimento cotidiano

O conhecimento cotidiano é aquele baseado na observação de fatos vivenciados na vida comum, que depois podem ou não tornar-se científico. As informações deste tipo de conhecimento não podem ser consideradas totalmente verdades ou mentiras, pois não têm por base a experimentação.

Para serem validados, estes conhecimentos devem ser testados e fundamentados, ou seja, precisam do conhecimento científico para comprovar a veracidade das informações. O conhecimento cotidiano convive com outras fontes de conhecimento e pode tornar-se contraditório em determinadas ocasiões.

Conhecimento científico e cotidiano

Imagem: Reprodução/ internet

Este tipo de conhecimento apresenta um forte apego ao concreto e ao real, com informações fragmentadas e que podem estar presas a preconceitos e tradições conservadoras. Admite como válidas diferentes fontes de informações, inclusive a religião e a cultura. Outra característica do conhecimento cotidiano é que ele está fortemente apegado aos contextos nos quais é produzido.

Este conhecimento é o mais acessível às pessoas, pois é vivenciado no dia a dia, passando de geração em geração.

O conhecimento científico

O conhecimento científico possui base experimental, mas isto não significa que ele é inquestionável. O fato de ter sido experimentado com uma fundamentação lógica, sem contradições, não significa que ele não possa ser contestado a qualquer momento e perder a sua suposta veracidade.

Este tipo de conhecimento passa por testes a todo instante e, quando algum argumento contraditório consegue se sobrepor ao primeiro, não se pode conviver com contradições, havendo a disputa entre as hipóteses.

O conhecimento científico apresenta terminologias específicas, que são códigos que os detentores das informações utilizam com o objetivo de socializar o pensamento. Este conhecimento pode ser completamente independente de um contexto predeterminado, tendo preferência pelo abstrato e pelo simbólico. As suas afirmações são generalizadas e podem ser aplicadas às diferentes situações, ao contrário do conhecimento cotidiano.

Apresenta, ainda, interdependência conceitual, por ser acumulativo e, se uma teoria for derrubada, várias outras poderão ser desacreditadas ao mesmo tempo.

Dentre as características deste tipo de conhecimento estão: a clara referência pelo abstrato e pelo simbólico, a objetividade, a não convivência pacífica com as contradições, a busca pelas afirmações generalizáveis e que possam ser aplicadas a diferentes situações e a preocupação com as pesquisas sistemáticas que produzam teorias reveladoras de verdades sobre a realidade.


Reportar erro