Cubismo

O movimento artístico denominado Cubismo surgiu no século XX nas artes plásticas, se expandindo aos pouso para a literatura e poesia. Seus principais fundadores…


O movimento artístico denominado Cubismo surgiu no século XX nas artes plásticas, se expandindo aos pouso para a literatura e poesia. Seus principais fundadores foram Pablo Picasso e Georges Braque, e os responsáveis pela expansão para a literatura foram escritores como John dos Passos e Vladimir Maiakovski. A imagem, que antes era retratada de forma fiel à natureza e era tão apreciada desde o Renascimento, deu lugar a uma nova forma de expressão artística que representava a paisagem de uma forma completamente peculiar.

O marco inicial do cubismo é considerado o quadro Les demoiselles d’Avignon de Picasso, datado de 1907. Na obra, é possível visualizar as referências às máscaras africanas, fonte de inspiração para a primeira fase do Cubismo, assim como influencias das obras de Paul Cézanne.

Cubismo

Foto: Reprodução

Características

No cubismo, as formas da natureza eram representadas por meio de figuras geométricas que representam as partes de um objeto no mesmo plano. Sem nenhum compromisso com a aparência real das coisas, o Cubismo visava promover a decomposição, a fragmentação e a geometrização das formas. Na literatura, a linguagem era usada para retratar as palavras de forma simultânea, buscando formar uma imagem.

O Cubismo se dividiu em duas fases importantes:

  • A fase Analítica durou até o ano de 1912 e, nela, as cores eram usadas de forma mais moderada, e as formas eram predominantemente geométricas e desestruturadas pelo desmembramento de suas partes. Com isso, surgia a necessidade de não apenas observar a obra, mas decifrar, entender o seu significado real.
  • A fase Sintética, a partir de 1912, usava cores mais fortes, e as formas eram usadas para formar figuras reconhecíveis. Eram usadas colagens com letras, além de pequenas partes de jornais.

Antes dessas fases, teve o Cubismo cézzaniano, fase inicial do Cubismo descrita acima.

Artistas

Os artistas que tiveram maior destaque no Cubismo eram da Europa. Entre eles, estão Pablo Picasso, Braque, Albert Gleizes, Fernand Léger, Francis Picabia, Marcel Duchamp, Robert Delaunay, Roger de La Fresnaye e Juan Gris.

O Cubismo no Brasil

O Cubismo ganhou espaço no Brasil somente depois da Semana de Arte Moderna de 1922, no entanto, não existem no país artistas que apresentaram obras com características exclusivas do Cubismo. Os artistas brasileiros receberam fortes influências, mas apenas mostrando características mescladas do Cubismo com outras expressões artísticas em suas obras. Entre os artistas mais conhecidos que fizeram essa mescla em seus trabalhos, podemos citar Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Rego Monteiro e Di Cavalcanti.


Reportar erro