Darwinismo

O termo Darwinismo refere-se aos estudos desenvolvidos por Darwin, além de sua implicação nos estudos do meio ambiente, da organização da vida no planeta…


O termo Darwinismo refere-se aos estudos desenvolvidos por Darwin, além de sua implicação nos estudos do meio ambiente, da organização da vida no planeta e do processo evolutivo dos seres vivos. Além disso, refere-se à teoria evolucionista de uma forma geral, mesmo que os conceitos tenham mudado em partes.

Darwin baseou-se, inicialmente, em estudos de Malthus que diziam que o potencial de crescimento das populações é muito maior do que o potencial do meio ambiente em gerar recursos para manter e alimentar os indivíduos. Dessa forma, foi possível concluir que a natureza tinha uma seleção realizada por meio de uma competição entre eles. Estes elementos de uma determinada espécie tinham características distintas, como força, por exemplo, que favoreciam sua sobrevivência. Estes, consequentemente, sobreviviam e transferiam seus genes aos descendentes.

O termo darwinismo foi usado pela primeira vez por Thomas Henry Huxley no ano de 1860 como referência para os conceitos evolutivos, mesmo os anteriores. Ao final do século XIX, o termo passou a significar também o conceito de que a seleção natural era o único mecanismo de evolução.

Os conceitos de evolução de Darwin

O mecanismo darwinista é um conceito que provoca mudanças contínuas nas populações de seres vivos. Este mecanismo, segundo Darwin, pode ser dividido em cinco referenciais a serem explicados a seguir.

Darwinismo

Foto: Reprodução

A variação é o conceito dos indivíduos que não são totalmente semelhantes, mesmo que com parentesco. Isso contribui com a evolução pois mescla as diferentes características entre os descendentes.

A herança, por sua vez, é a forma como as características de um indivíduo passava as características aos seus descendentes. Esse fator, no entanto, Darwin não conseguiu chegar a uma conclusão, sendo que a resposta somente veio com a genética.

A seleção era uma forma de competição pelos recursos naturais, determinando quem conseguiria alimento e quem sobreviveria, dando continuidade à espécie.

Tempo se refere aos grandes intervalos em que ocorria a seleção natural e as mudanças que aconteciam no ambiente neste período. E por fim, a adaptação que seria o que favorece a sobrevivência de determinados indivíduos que conseguem adaptar-se às mudanças em determinados ambientes.

Darwin

Charles Darwin somente se tornou adepto do evolucionismo depois de alguns meses da sua viagem ao redor do mundo que durou, em média, cinco anos. Durante essa viagem, ele estudou fósseis de mamíferos já extintos e foi desenvolvendo seus estudos. Ao retornar, analisou o conteúdo de suas observações e conseguiu seguir um significado evolutivo.

Ele se questionava à respeito de uma determinada parte de sua viagem em que passou pelas ilhas Galápagos. Lá observou que a fauna e flora da região era muito peculiares, variando ligeiramente de uma ilha para a outra deste pequeno conjunto. Com isso, o seu questionamento: se os animais e plantas tinham sido criados como os conhecemos, porque as espécies distintas mas com semelhanças visíveis, como as dos animais de Galápagos, teriam sido colocadas pelo criador do mundo em ilhas próximas, e não ao redor de todo o mundo?

Com isso, concluiu que os climas alteravam as espécies que moravam em determinada região, e que estas ilhas, por exemplo, eram formadas por faunas e floras semelhantes por serem provenientes dos mesmos continentes próximos.


Reportar erro