Descubra quais foram as piores epidemias ao longo da história

Ao longo da história, a humanidade presenciou epidemias que chegaram a ser tão mortíferas quanto as guerras. Conheça as piores epidemias da história


Ao longo da história, a humanidade presenciou epidemias que chegaram a ser tão mortíferas quanto verdadeiras guerras. Bilhões de pessoas já chegaram a morrer em cerca de 100 anos em decorrência de apenas uma doença.

Epidemia é quando uma enfermidade ganha uma proporção de contaminação excessivamente maior do que o considerado “normal”. Conheça quais foram as maiores e piores epidemias da história da humanidade.

Peste Negra

A doença que ficou também conhecida como peste bubônica alastrou a Europa durante o século 14 e matou aproximadamente metade da população, cerca de 75 milhões de pessoas.

A peste negra é transmitida através da bactéria Yersinia pestis, normalmente encontrada em roedores e sendo transmitida para o humano a partir do animal. A doença também pode ser contraída através do contato com seres humanos infectados com a enfermidade.

O problema foi um dos maiores desastres da Europa (que também atingiu China e Índia) e foi combatido à medida que se melhorou o saneamento básico e a higiene das cidades.

Gripe Espanhola

Apesar do nome, a doença não se restringiu apenas à Espanha e contagiou quase todos países. Considerada a maior epidemia do mundo, matou cerca de 50 milhões de pessoas em apenas um ano.

Também conhecida como “a gripe de 1918” a pandemia causada pelo vírus influenza surgiu um ano após a primeira Guerra Mundial. Acredita-se que a doença ganhou forças graças ao transporte e as linhas de abastecimento que aconteceu durante e depois da batalha.

Tuberculose

A também conhecida peste branca já foi considerada, por muitos, uma “doença romântica” por ser sempre idealizada em obras artísticas e literárias e por ter sido a causa da morte de grande parte dos escritores e intelectuais.

No século 17 a epidemia chegou a matar uma em cada sete pessoas enfermas. Em cem anos ela causou o óbito de aproximadamente 1 bilhão de pessoas.

Mesmo sendo uma doença hoje em dia mais controlada, ainda existem vários casos de tuberculose pelo mundo, principalmente em países mais pobres. Um problema altamente contagioso que ataca principalmente os pulmões.

Descubra quais foram as piores epidemias ao longo da história

Foto: Depositphotos

Malária

Desde a antiguidade é uma doença que afeta milhões de pessoas. Um número tão forte, que é difícil existir uma quantidade certa de pessoas que a malária já matou. Mas calcula-se que cerca de 300 milhões de pessoas contraem a doença por ano. Estima-se ainda que no início do século 20 a porcentagem era 10% maior do que a atual.

A contaminação acontece através da picada do mosquito Anopheles. A doença destrói os glóbulos vermelhos, células do fígado e artérias que levam sangue até o cérebro.

Aids

A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids) é uma epidemia relativamente nova, mas que já fez (e ainda faz) grandes estragos. Identificada nos anos 80 nos Estados Unidos, com um pouco mais de 30 anos a doença já matou cerca de 25 milhões de pessoas em todo o mundo.

Acredita-se que o vírus tenha sido transmitido para os humanos através do macaco. Seu contágio se dá a partir do contato com o sangue contaminado.

Ainda não foi descoberta uma cura para a doença, mas existem tratamentos adequados para diminuir os sintomas.

Febre amarela

A doença se alastrou quando os europeus começaram a trazer escravos da África. Junto à essas pessoas, algumas enfermidades vinham também e uma delas foi a febre amarela. Entre 1960 e 1962, ela matou cerca de 30 mil pessoas só na Etiópia. Seus principais locais de contagio foram nos continentes das Américas e africano.

A febre amarela também é transmitida através da picada de um mosquito portador do vírus. Apesar do controle, comparando aos séculos passados, a doença ainda mata muitas pessoas nos países da África e América do Sul.

Cólera

A cólera teve sua primeira epidemia global em 1817 e chegou a matar centenas de milhares de pessoas ao redor do mundo.

O contágio da doença se dá, principalmente, através da água contaminada. Mas pode ainda ocorrer com contato direto com pessoas que portam a bactéria.

Tifo

Uma doença que atinge países de terceiro mundo com misérias e péssimas condições de higiene. Ao longo da história ela também surgiu nos campos de refugiados ou contrações, matando até três milhões de pessoas em apenas quatro anos (1918-1922).

É uma doença bacteriana adquirida através de pulgas, carrapatos e piolhos.

Varíola

Só em 84 anos (1896-1980) 300 milhões de pessoas morreram vítimas da varíola, principalmente na população indígena. Entre as diversas doenças que os europeus trouxeram ao colonizar as terras, o vírus da varíola foi uma delas.

No século 18 a varíola foi responsável por 10% da causa de mortes na Inglaterra e levou ao óbito mais de um terço da população infantil.


Reportar erro