Dicas para evitar gafes na língua inglesa

A fluência na língua inglesa vem se tornando cada vez mais requisitada, seja no ambiente corporativo, seja para fazer alguma viagem internacional. Não à toa,…


A fluência na língua inglesa vem se tornando cada vez mais requisitada, seja no ambiente corporativo, seja para fazer alguma viagem internacional. Não à toa, é considerado idioma universal, estima-se que cerca de 100 países possuem o inglês como idioma nativo, segunda língua ou ainda como oficial. Por isso, grandes empresas investem em funcionários que tenham certo domínio nesse dialeto, a fim de facilitar a comunicação que se tornou globalizada.

Mas erros e gafes acontecem a todo momento com quem se aventura com uma nova linguagem. Por exemplo, temos a fatídica entrevista que o técnico Joel Santana deu em inglês durante a Copa das Confederações, em 2009. Além do forte sotaque, podemos destacar a frase “play very good”, que está errada. Quando falamos em very, nesse sentido de elogios, utilizamos sempre o “well”, ficando o correto, portanto: “play very well”. Outras gafes são bastante cometidas, por isso destacamos as principais.

Falsos cognatos

Muitas palavras em inglês são escritas e pronunciadas de forma bem parecida com o português, mas seus significados são completamente diferentes. Alguns dos exemplos mais comuns são:

  • Pretend = Fingir / Intend = Pretender
  • Sensible = Sensato / Sensitive = Sensível

Outro bom exemplo é o actually, que não quer dizer “atualmente”, e sim algo como “na verdade”. Para dizer atualmente, utilize “nowadays” ou “currently”.

Estima-se que cerca de 100 países possuem o inglês como idioma nativo

Foto: Pixabay

O passado com did

Um dos principais erros que os brasileiros cometem está relacionado com o uso do did. Geralmente passam toda a frase para o passado, algo como “Did you saw that car?” no intuito de dizer  “Você viu aquele carro?”, quando na verdade, o did já funciona como uma partícula que indica passado, o que mantém o verbo no presente. O certo seria “Did you see that car?”.

Pronomes possessivos

Em português, utilizamos seu tanto para a segunda quanto para a terceira pessoa. Exemplo: “Ela vai buscar seu filho”, ou “Você vai buscar seu filho”. No inglês, precisa utilizar os pronomes possessivos corretos para cada pessoa. Lembre-se:

  • Her = dela
  • His = dele
  • Your = seu/sua
  • Its = dele/dela – relacionado a animais ou objetos.

Então, “She is going to get her son” ou “You are going to get your son”.

Plural

 Nem todo plural em inglês termina com “s”. Fique atento a palavras como luggage (bagagem/bagagens) ou information (informação/informações), que mantém a forma em ambas situações. E palavras que mudam a estrutura e pronúncia quando no plural, como os clássicos man = homem e men = homens, woman = mulher e women  = mulheres.

Gírias

É bem comum querer transformar nossas gírias para o inglês, mas cuidado: A grande maioria não existe por lá, e se existe, tem outros significados. Dois bons exemplos são:

  • Me vê aqueles sapatos./ See me that shoes. – Se você fala assim em inglês, o receptor provavelmente não irá entender, porque see tem apenas um significado, que é ver e olhar Se quer falar gíria, use algo mais como “Gimme that shoes”.
  • Affair – Essa palavra tem um significado bem diferente nas duas línguas. Enquanto em português quer dizer “caso”, “paixonite”ou “um lance”; em inglês quer dizer “caso extra-conjugal”. Não é bem visto. Portanto, use “We’re having a thing”. Soa bem melhor e evita constrangimentos.

Reportar erro