Ecofilosofia

Diante dos avanços tecnológicos e, consequentemente, alterações no meio ambiente, o homem tem procurado estudar cada vez mais a respeito da natureza, para, assim,…


Diante dos avanços tecnológicos e, consequentemente, alterações no meio ambiente, o homem tem procurado estudar cada vez mais a respeito da natureza, para, assim, compreender melhor as mudanças e tentar prevenir certos acontecimentos. A partir desses estudos é que surge a ecofilosofia.

Definição

A ecofilosofia é uma corrente filosófica recentemente criada para se dedicar a observar de forma mais atenta a dimensão natural. Após perceber como as mudanças do meio ambiente têm afetado a vida do homem, mesmo muitos filósofos ocidentais não dando atenção à natureza, mas apenas aos dilemas espirituais do homem, alguns filósofos passaram a dar importância à ecologia.

Ecofilosofia

Foto: Reprodução

Como surgiu?

Essa corrente surgiu no início do século XX. Ao perceberem que um dos principais problemas que o homem tem enfrentado nos últimos tempos tem relação com o meio ambiente, os filósofos criaram essa corrente.

A ecofilosofia surgiu da necessidade de se compreender e procurar solucionar os problemas ambientais que têm afetado a capacidade de sobrevivência do homem. Os seguidores dessa corrente acreditam que a sociedade fez algumas escolhas equivocadas, que atualmente, como consequência, acabaram ameaçando a própria existência do homem. Isso pode ser constatado ao ver que muitos dos recursos naturais não renováveis têm se esgotado com mais rapidez.

A ecologia profunda

A ecologia profunda é o que chamamos de ecofilosofia, esta é chamada de profunda para fazer contraposição à ecologia rasa, possui um foco maior nas questões voltadas para a poluição e a escassez dos recursos naturais não renováveis. Foi criada por Arne Naess, um norueguês, que preferia chama-la de ecofilosofia. Na ecologia rasa era priorizada a qualidade de vida dos habitantes das nações que são desenvolvidas. Já na ecofilosofia, a preocupação é com o progresso pessoal e não econômico.

A visão da ecofilosofia

Podemos afirmar que essa corrente filosófica se aprofunda bastante com relação as suas preocupações. Isso se deve pois a ecofilosofia expõe os próprios alicerces da sociedade ocidental, deixando em evidência a grande preocupação que essa sociedade possui com relação aos lucros econômicos e o seu desprezo pela natureza.

Os adeptos dessa corrente são todos pacifistas, não utilizando nenhum tipo de violência para impor as suas crenças e um dos maiores ídolos de Arne Naess é Mahatma Gandhi.

De acordo com a ecofilosofia ou ecologia profunda, acredita-se apenas na possibilidade de progresso que leve em conta a evolução humana. Naess propõe uma visão holística, onde é percebida a totalidade da existência humana e sua interação completa com o planeta, uma fusão total entre o ser e o ambiente habitado por ele. Deste modo, é possível afirmar que a ecofilosofia é permeada pelo sentimento de tolerância.

Segundo os ecofilósofos, o homem não é um ser que se encontra no ápice da hierarquia evolutiva. Conforme essa corrente, é possível haver uma transformação na visão de mundo e na forma do homem interagir com ele. Para eles é importante buscar a simplicidade, o respeito ao próximo, a generosidade, e a maior convivência com o meio ambiente.


Reportar erro