Economia do Canadá

A economia do Canadá e moeda estável oferecem boas oportunidades de emprego e excelente qualidade de vida à população


O Canadá é um dos três países que formam a América do Norte, juntamente com os Estados Unidos e o México. O Canadá possui uma região em que predominam os climas subpolar e polar, sobretudo na região do extremo norte do país, onde as atividades humanas são limitadas pelas rigorosas condições climáticas da região. Nesta região, ocorre o congelamento dos solos por um período do ano, formando o tipo de solo chamado de permafrost. O tipo vegetativo que se desenvolve é a tundra, com um ciclo vegetativo que só se desenvolve nos períodos em que o solo congelado sofre o derretimento.

Há também no Canadá a presença das florestas de coníferas, as quais são importantes fontes de riqueza para o país, esse bioma é chamado de taiga, onde o tipo vegetativo predominante são os pinheiros, sendo representado na bandeira nacional canadense a partir de uma folha comum deste bioma.

Além destes, a vegetação do Canadá é bastante variada, acompanhando as mudanças do relevo da região, como o escudo canadense, as montanhas rochosas, as regiões dos grandes lagos e as pradarias. O Canadá destaca-se pelos importantes rios e lagos que compõem seu território físico e que são também fonte de pescado.

Economia do Canadá - Mapa

Foto: depositphotos

Até o ano de 2016, a população do Canadá contava com um índice de população maior do que 35 milhões de pessoas, as quais ocupam mais densamente a região Sul do país, na fronteira com os Estados Unidos. Dados mostram que cerca de 66% da população canadense ocupam áreas na região de fronteira, onde ficam importantes províncias e a cidade de Vancouver.

Economia do Canadá - Vancouver

Foto: depositphotos

O crescimento populacional canadense está relacionado com os índices de imigração no país, fator este que tem ocasionado uma maior miscigenação na população, influenciando a diversidade linguística e cultural, embora oficialmente o país possua dois idiomas: o inglês e o francês, sendo este último mais falado na província de Quebec.

Por suas condições econômicas, o Canadá se configura também como um dos países com índices de melhor condição de vida da população. Os Estados Unidos e o Canadá possuem algumas características em comum, como a própria predominância da língua inglesa e a religião protestante.

A economia canadense            

O Canadá possui uma economia bastante expressiva e diversificada. O Canadá é o segundo maior país do mundo em extensão territorial, e as condições diversificadas do seu território físico se refletem também na organização das atividades produtivas ao longo do território. São destaques o desenvolvimento industrial do Canadá e a alta tecnologia empregada em todo processo produtivo.

As atividades agrícolas são em, algumas regiões, dificultadas por conta das condições rigorosas do clima, tornando improdutivas as terras nos ambientes em que os solos permanecem congelados durante algum tempo. Para amenizar este problema, as atividades agrícolas no Canadá recebem altos investimentos de subsídios por parte do Estado, para que se tornem mais competitivas no mercado internacional. Estes subsídios podem ser abatimentos de impostos, incentivos financeiros ou mesmo uma maior rigidez da entrada do produto estrangeiro no Canadá.

Economia do Canadá - Setor agrícola

Foto: depositphotos

Relação com os Estados Unidos

A economia do Canadá está estritamente relacionada com a dos Estados Unidos, uma vez que a ampla maioria das exportações canadenses vão para os Estados Unidos. Sendo que da mesma forma, a ampla maioria das importações canadenses são de produtos oriundos dos Estados Unidos. Apesar dessa aparente dependência do Canadá em relação aos Estados Unidos, esta não configura similaridade com a dependência dos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento em relação aos países desenvolvidos, uma vez que o Canadá apresenta boas condições de desenvolvimento, como um sistema educacional amplo e bem desenvolvido, além de um alto nível de vida da população, com poucas desigualdades sociais.

Indústrias no Canadá

A indústria do Canadá é considerada completa, ou seja, apresenta uma produção voltada desde os bens de consumo até bens de produção, perpassando todas as etapas produtivas, incluindo, inclusive, as indústrias mecânicas e químicas. A região do Canadá mais industrializada é a região dos Grandes Lagos, sendo também a mais urbanizada do país, com destaque para as cidades de Quebec e Montreal, além da província de Ontário, região na qual se localizam as indústrias mais modernas do Canadá.

Nafta

O Canadá, juntamente com os Estados Unidos e o México, constitui um acordo internacional denominado de NAFTA – Acordo de Livre Comércio da América do Norte – cuja assinatura se deu em 1993. Certamente que este acordo beneficia mais os Estados Unidos do que os outros dois países, uma vez que o interesse estadunidense era o de criar um mercado regional, ampliando o poderio da economia dos Estados Unidos em detrimento dos demais. O NAFTA não se configura como bloco econômico, mas sim apenas uma área de livre comércio entre os países envolvidos, ou seja, apenas as mercadorias circulam livremente, o que não se estende para as pessoas que habitam nestes países. Não há, portanto, uma zona de livre circulação de pessoas entre os três países, mas apenas de mercadorias.

Setor agrícola e pesqueiro

É possível afirmar que a estrutura da economia canadense está bem dividida entre setores econômicos, sendo o primeiro deles o setor agrícola e pesqueiro, o qual recebe proteção governamental por meio de políticas de incentivo e subsídios. A primazia do governo canadense é garantir o abastecimento nacional, sendo que há uma excessiva produção de alguns elementos, como produtos com base no leite. A extração e exportação de petróleo e gás natural configuram atualmente com principais fontes de riqueza e desenvolvimento ao Canadá.

Energia elétrica

Economia do Canadá - Extração de petróleo

Foto: depositphotos

O Canadá se configura entre os principais países produtores de energia hidrelétrica, fator este que é impulsionado pelos lagos existentes, os quais contam com grande potencial hidráulico. Essa atividade atende às necessidades do Canadá em relação à energia elétrica, uma vez que um setor industrial tão variado e intenso, exige também um potencial energético equiparado. A mineração no Canadá também é destaque, com extração de titânio, magnésio e outros minerais, além de ferro e do gás natural, destacando-se novamente o petróleo.

Turismo

Além disso, o setor industrial possui um expressivo destaque na economia canadense, juntamente com as atividades turísticas, bem como os transportes marítimos. O turismo tem destaque principalmente em Vancouver (uma cidade canadense com aspecto inglês) e Toronto (cidade que se destaca pela modernidade e riqueza). Além disso, são importantes ainda as Cataratas do Niágara, uma das maiores do mundo, e a região norte do Canadá, onde existem montanhas nevadas e cachoeiras que formam belas paisagens.

Economia do Canadá - Cataratas do Niagara

Foto: depositphotos

*Luana Caroline Kunast é mestre em Geografia.

Referências

»SILVA, Nubelia Moreira da. Geografia Regional do Mundo I. Natal, RN: UFRN, 2011. Disponível em: <http://sedis.ufrn.br/bibliotecadigital/site/pdf/geografia/Geografia_Regional_Mundo_I_Livro_WEB.pdf>. Acesso em: 22 de abril de 2017.

»VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.


Informar erro