Endocitose e exocitose – Biologia

Biologia: aprenda como funciona a endocitose (fagocitose e pinocitose) e exocitose, processos essenciais para o bom funcionamento das células


As células possuem processos que demoraram um certo tempo para serem compreendidos pelos cientistas, mas nos dias de hoje, esses processos já são até bem detalhados nos livros acadêmicos ou na internet. Dois desses processos são conhecidos como Endocitose e Exocitose, opostos que se complementam e também são essenciais para a manutenção do bom funcionamento da vida celular.

O que é  Endocitose?

O processo compreendido por Endocitose consiste na absorção de material (tais como: moléculas, pedaços de detritos e até outras células), tudo isso pela membrana celular, ou seja, é o transporte de substâncias do meio extra-celular para o intracelular – de fora para dentro. Apesar de parecer ser um processo simples, a endocitose pode ocorrer de três formas:

Endocitose

Imagem: Reprodução/http://wikiciencias.casadasciencias.org

  • A fagocitose é o tipo de endocitose que ocorre quando a célula absorve material não diluído, as partículas maiores/sólidas. Os glóbulos brancos, por exemplo, envolvem materiais estranhos e o degradam até que seja considerado inofensivo.
  • Pinocitose é o nome que se dá ao processo que é bem parecido com a fagocitose. Nele, temos uma diferença principal em relação ao outro processo: as partículas a serem absorvidas são menores ou são fluídos, já que o meio de transporte são pequenas vesículas na membrana. Por ser um processo que gasta muita energia (é difícil absorver substâncias desse modo), costuma ser bem seletivo quanto às substâncias ingeridas.
  • A Endocitose mediada-por-um-receptor ocorre da forma como o seu próprio nome já diz: com um mediador, para auxiliar na absorção de substâncias. O mediador, no caso, é um constituinte específico da membrana, que acaba ligando-se à substância que será ingerida. Este tipo de endocitose é frequentemente utilizado pelos vírus, como o perigoso HIV.

O que é a exocitose?

A exocitose é exatamente o contrário da endocitose, já que é caracterizada pela “expulsão” dessas substâncias absorvidas por meio da endocitose, depois que as mesmas sofreram alterações, para o meio extracelular. Quando um organismo é expulso por meio da exocitose, dizemos que ele foi “exocitado”. Por meio das vesículas, a exocitose realiza a excreção e secreção das substâncias em três fases: migração, fusão e lançamento.

Exocitose

Imagem: Reprodução

  • A migração é a primeira fase da exocitose, é nela que as substâncias são modificadas no citoplasma, como primeiro passo para ser “expulsa” da célula.
  • A fusão é a segunda fase, quando as tais substâncias – agora já alteradas – vão se misturando com a membrana plasmática, as vesículas também se fundem à membrana, facilitando a passagem das substâncias a serem excretadas.
  • No fim, temos o lançamento, a última fase da exocitose. Nesta, as substâncias finalmente são liberadas no meio extracelular, tudo por meio da vesícula, que as libera para fora da célula.

A endocitose e a exocitose podem ser inversos, mas ambas são extremamente importantes para a defesa do nosso organismo, por exemplo, já que muitas substâncias estranhas são detectadas e logo eliminadas do nosso corpo por meio desses processos.


Reportar erro