Era arqueozoica

Entenda o que são as eras geológicas e conheça a que ficou conhecida como era arqueozoica. Saiba o que ocorreu nesse período!


Chamamos de eras geológicas, as fases e processos pelos quais a Terra passou por transformações que a deixaram como é atualmente. Cada uma das eras estudadas corresponde a um grande intervalo de tempo que é dividido em períodos que são classificados de acordo com as alterações significativas que ocorreram na crosta terrestre. São elas a era arqueozoica, proterozoica, paleozoica, mesozoica e cenozoica. Nesse artigo, vamos estudar a era arqueozoica.

Características da era arqueozoica

Originada há aproximadamente 4.6 bilhões de anos, a era arqueozoica é como chamamos o período de formação física do planeta. Sua principal característica é a formação da crosta terrestre, quando surgiram os escudos cristalinos e rochas magmáticas, em que atualmente encontramos as formações de relevo mais antigas.

O que ocorreu

Nesse período, houve a solidificação do magma, o que deu origem à rochas como o basalto e o granito, que são chamadas de rochas ígneas ou magmáticas. Além disso, formou-se o embasamento cristalino dos continentes, que se ampliou graças aos movimentos tectônicos da crosta que aconteceram nas bordas. Se formaram, então, os cinco continentes primitivos e também as primeiras cadeias montanhosas por meio de desdobramentos.

Era arqueozoica

Imagem: Reprodução/ internet

A espessura da crosta era menor e, por isso, a atividade vulcânica era bastante intensa. Os derrames originados por essa atividade vulcânica, ajudaram a ampliar a área continental. Houve também nesse período a erosão das primeiras montanhas formadas e, com isso, o transporte e depósito dos sedimentos nas partes mais baixas.

Formou-se a atmosfera primitiva que teve origem nos gases que saíram do interior da Terra: não havia, no entanto, oxigênio livre, o que fez com que sua constituição fosse diferente da atual, contando com, possivelmente, metano, amoníaco e dióxido de carbono.

Se formaram ainda os oceanos por meio do vapor d’água originário do interior da crosta. Ao resfriarem-se, esses foram depositados em depressões que haviam entre as massas continentais. Muitas reações químicas, além disso, ocorriam nas águas e lamas primitivas – a sopa primordial. Alguns dos compostos químicos aprenderam a se reproduzir, fazendo “cópias” de si mesmos, originando as primeiras formas de vida, que eram seres unicelulares e minúsculos, com aparência semelhante às conhecidas atualmente, como algas azuis, e também às bactérias.


Reportar erro