Escritores e artistas do Surrealismo

O Surrealismo surgiu em Paris, no século XX, em meio aos movimentos vanguardistas. Este movimento artístico trouxe muitas contribuições à escola modernista. Faziam parte…


O Surrealismo surgiu em Paris, no século XX, em meio aos movimentos vanguardistas. Este movimento artístico trouxe muitas contribuições à escola modernista. Faziam parte desse movimento alguns antigos adeptos do Dadaísmo e em 1930 o Surrealismo passou a ser conhecido em todo o mundo. Ganhando assim vários seguidores. Conheça agora alguns dos principais escritores e artistas desse período.

Salvador Dali

Foto: Reprodução

André Breton

André Breton foi um poeta e crítico francês. Teve uma formação muito rica desde pequeno. Ele quem criou o “Manifesto do Surrealismo”, esta obra deu início a esse movimento. Outras obras dele são: Montepio, Por uma Arte Revolucionária Independente, Clair de Terre, Nadja, Os Passos Perdidos, O Amor Louco.

Guillaume Apollinaire

Nascido em 26 de agosto de 1880, Guillaume Apollinaire, foi escritor e crítico de arte. Um dos mais importantes ativistas das vanguardas do século XX, foi ele quem criou a palavra Surrealismo. Era muito conhecido por sua poesia sem pontuação e gráfica. Algumas de suas obras foram: As Mamas de Tirésias, O Bestiário ou o Cortejo de Orfeu, O Espírito Novo e os Poetas, Calligrammes, Álcoois e Os Pintores Cubistas.

Paul Éluard

Nascido em 15 de dezembro de 1895, Eugène Emile Paul Grindel, mais conhecido como Paul Èluard, foi um poeta francês. Escrevia poemas contra o nazismo durante a Segunda Guerra Mundial, e após isso participou do movimento dadaísta. Èluard foi um dos principais escritores do surrealismo, tornou-se mundialmente conhecido como “o poeta da liverdade”. Algumas de suas principais obras são: No Defeito do Silêncio, Imaculada Concepção, Capital da Dor, Amor e Poesia, A Vitória de Guernica, Liberté, Do Horizonte de um Homem ao Horizonte de Todos, Poemas Políticos e O Phoenix.

Louis Aragon

Este poeta e escritor francês nasceu no dia 3 de outubro de 1897. Formou-se na Faculdade de Medicina da Universidade de Paris, serviu como médico auxiliar durante a Primeira Guerra Mundial. Após voltar da guerra conheceu André Breton e foi a partir desse momento que passou a conhecer o Surrealismo. Participou ativamente desse movimento, algumas de suas principais obras foram: Le Paysan de Paris, Feu de Joie, Le Panorama, Le Libertinage, Le Mouviment Perpétuel, Le Front Rouge e Le Crève-cöur.

Jacques Prévert

Jacques nasceu em 4 de fevereiro de 1900, tornou-se um poeta muito popular devido a sua linguagem familiar, seu senso de humor, seu jogo com as palavras e seus hinos à liberdade. Participou do movimento surrealista com o seu grupo, mas não permaneceu por muito tempo devido ao seu espírito independente. Algumas de suas obras foram: Paroles, Histoires et Autres Histoires, Fatras e Grand Bal du Printemps.

Salvador Dalí

Este é um dos artistas mais conhecidos do Surrealismo. Dalí estudou em Barcelona e depois em Madri. Suas primeiras obras foram influenciadas pelo cubismo de Gris e Giorgio De Chirico. Em 1924 foi expulso da Academia e começou a se interessar pela psicanálise de Freud. Algumas de suas obras são: Cabaret Scene e Night Walking Dreams, Os Primeiros Dias da Primavera, A Persistência da Memória, O Nascimento dos Desejos Líquidos, Metamorfose de Narciso, Toureiro Alucinógeno e muitas outras.

Joan Miró

Miró iniciou sua formação na escola de La Lonja, em Barcelona. Foi um dos principais pintores do Surrealismo. Breton dizia que a arte de Miró era o máximo do Surrealismo e afirmava que ele era um dos maiores pintores da época. Suas telas eram marcadas por traços nítidos e formas sinceras na aparência, porém difíceis de serem explicadas. Também se dedicou à cerâmica e à escultura. Algumas de suas obras são: Nord-Sud, Retrato de Bailarina Espanhola, O Carnaval de Arlequim, Azul, Pássaro Lunar, Relógio do Vento.

Max Ernst

Max foi um pintor alemão, nascido no dia 2 de abril de 1891. Além de pintar, também escrevia durante o movimento surrealista. Ele aprendeu a pintar sozinho quando fazia faculdade e conheceu o Surrealismo através de Jean Arp, um grande pintor da época. Algumas de suas obras são: C’est le chapeau qui fait l’homme,  La Chute de l’Ange, Une semaine de bonté, L’Europe après la pluie.


Reportar erro