Figuras de linguagem – Exemplos e tipos

Figuras de linguagem são usadas em textos a fim de garantir mais expressividade a uma ideia. Veja os tipos existentes e exemplos


As figuras de linguagem quando utilizadas de forma adequada deixam o texto rico e exprimem o domínio que o autor tem da norma culta da língua portuguesa. Quando usadas em excesso podem deixar o texto cansativo e chato, pela ausência de objetividade, mas o uso de forma criativa faz com que o texto fique muito atraente.

As figuras de linguagem

Todos os tipos de figuras de linguagem possuem o mesmo propósito, realçar a mensagem que está sendo passada evidenciando a parte que precisa ser notada com mais atenção. São divididas em quatro grupos, as chamadas figuras de linguagem: figuras de som, figuras de construção, figuras de pensamento e figuras de palavras.

Figuras de som

As figuras de som, como o próprio nome já evidencia, abrange as figuras de linguagem que trabalham com a sonoridade das palavras e repetição de vocálicos parecidos. Temos a aliteração como exemplo, que é a repetição ordenada de mesmos sons consonantais: “Esperando, parada, pregada na pedra do porto”.

Figuras de construção

É na formação das frases que a figura de construção parece, ela exprime a omissão de certas palavras subentendidas ou já citadas entre outras coisas. Um bom exemplo é a inversão, que consiste na mudança da ordem natural dos termos da frase: “De tudo ficou um pouco. Do meu medo. Do teu asco”.

Figuras de pensamento

As figuras de pensamento são muito utilizadas na poesia, e uma das figuras de linguagem mais fáceis de utilizar. Nela são especificadas as figuras que mexem diretamente com a interpretação da frase, como a antítese e a ironia. Entre os vários exemplos que podemos citar, encontramos a prosopopeia ou personificação, que consiste em atribuir a seres inanimados predicativos próprios de seres animados: “A lua olhava todos da rua com atenção”; e a hipérbole, que é o exagero de uma ideia com a finalidade de dar a ela a ênfase necessária definida pelo autor: “Estou morrendo de sono”.

Figuras de palavra

Dar uma cara nova a palavra. É isso que fazem as figuras de palavra. Ela abriga todas as figuras que atingem diretamente a mudança e novas atribuições de sentidos. As figuras de palavra são muito utilizadas em textos jornalísticos, pois permitem criatividade, mas geralmente não abrem espaço para interpretações errôneas e equivocadas. Podemos citar como exemplo a metáfora, que acontece quando um termo é empregado com significado diferente do habitual por meio de uma comparação em que o conectivo comparativo fica subentendido: “Meu pensamento é um rio subterrâneo”; e a antonomásia ou perífrase, que consiste na substituição de um nome por uma expressão que o identifique com facilidade: “…os quatro rapazes de Liverpool” termo que faz relação ao The Beatles.


Reportar erro