Guerra dos Bôeres

Composta por dois conflitos armados na região onde atualmente é a África do Sul, a Guerra dos Bôeres – ou guerra dos bôers –…


Composta por dois conflitos armados na região onde atualmente é a África do Sul, a Guerra dos Bôeres – ou guerra dos bôers – foi a luta entre os colonos de origem francesa e holandesa – conhecidos como bôeres – e o exército britânico. Este último pretendia apoderar-se das minas de diamante e ouro encontradas no território recentemente. Com um contexto do Imperialismo Europeu do século XIX, a guerra não foi extensa, mas trouxe impactos para a história dos envolvidos.

Guerra dos Bôeres

Foto: Reprodução

A Primeira Guerra dos Bôeres

O primeiro-ministro britânico William Gladstone garantiu ao governo bôer a posse no território da Transvaal, ou seja, com duração de 1 ano, entre 1880 e 1881, o primeiro conflito garantiu independência da república bôer no Transvaal com relação à Inglaterra.

A trégua, no entanto, não foi muito longa, pois em outubro de 1899 a pressão militar e política britânica fizeram com que o presidente do Transvaal, Paul Kruger desse um ultimato exigindo uma garantia de que teriam independência da república, além da cessação da presença militar cada vez maior dentro das colônias do Cabo e de Natal.

Os britânicos, no entanto, tiveram essa atitude como inaceitável, determinando o início da segunda guerra que teve duração de 3 anos, entre 1899 e 1902.

A Segunda Guerra dos Bôeres

A segunda guerra teve início no ano de 1899 devido ao ultimato de Paul kruger, e levou à criação da União Sul-Africana por meio da anexação das repúblicas bôeres do Estado Livre de Orange e do Transvaal às colônias britânicas do Cabo e de Natal.

O começo se deu por parte dos bôeres que, temendo perder a região do Transvaal, tiveram algumas vitórias contra os ingleses até o ano de 1900 devido ao suporte de financiamento bélico que recebiam da Alemanha.

Depois das derrotas, no entanto, no ano de 1900, a Inglaterra recebeu reforços militares que conquistaram e assumiram em pouco tempo o poder da capital Pretoria. Foram destruídas muitas fazendas dos bôeres que atacavam isoladamente as unidades do exército da Inglaterra. Lord Kitchener, comandante das tropas inglesas, teve essa atitude para evitar que novas baixas de seu exército acontecessem. Além disso, transferiu os civis das fazendas destruídas para os campos de concentração, sendo esta a primeira experiência de implantação dos campos de concentração, antes mesmo dos campos nazistas.

A guerra somente teve fim com um tratado assinado no ano de 1902, que recebeu o nome de Vereeniging. Este colocava fim às repúblicas Bôeres do Transvaal e de Orange, e ainda fez com que a Inglaterra pagasse indenizações para que os bôeres restabelecessem suas fazendas comunitárias destruídas na guerra.


Reportar erro