Guerra dos Emboabas – História, causas e consequências

Guerra dos Emboabas foi um confronto entre portugueses e bandeirantes na região de Minas Gerais. Veja um resumo com as causas e consequências da história


A Guerra dos Emboabas ocorreu entre os anos de 1707 a 1709 em Minas Gerais, no Brasil, motivada pelo direito de exploração das jazidas de ouro que tinham acabado de serem descobertas naquela região.

História

No início do século 18, com a descoberta de jazidas de ouro no território brasileiro, várias mudanças começaram a ocorrer dentro e fora da área colonial. De um modo geral, a vontade de ganhar muito dinheiro usando a mineração chamou a atenção da população de províncias vizinhas e também dos europeus (no caso, os portugueses), que ficaram sabendo dessa grande notícia lá mesmo na metrópole. Com isso, era questão de tempo para que as jazidas fossem a fonte de disputas violentas entre vários povos.

Guerra dos Emboabas - História, causas e consequências

Imagem: Reprodução

Causas

Os bandeirantes de São Paulo, que foram aqueles que descobriram primeiro o ouro,  achavam que o direito de explorar tais regiões fosse somente deles, já que foram os pioneiros a descobrir. Do outro lado, estava a Coroa Portuguesa, que via as jazidas como uma ótima forma de melhorar a vida do país europeu. Foi justamente essa diferença de pontos de vista que tornou a região de Minas Gerais em um verdadeiro palco para uma guerra que duraria cerca de dois anos, a Guerra dos Emboabas.

Mais detalhes da Guerra dos Emboabas

O termo “emboaba” foi utilizado para descrever os estrangeiros que estavam tentando conquistar as jazidas de ouro. Os indígenas brasileiros sempre usavam essa expressão para fazer menção à algumas aves que tinham penas até os pés. Com o tempo, a palavra começou a ser usada pelos bandeirantes para se referir aos estrangeiros (calçados de botas) que tentavam explorar o que eles haviam descoberto.

Os emboabas, dispostos a enriquecer com as jazidas, organizaram várias expedições sob o comando de Manuel Nunes Viana com o objetivo de enfraquecer a resistência dos bandeirantes paulistas. Houveram várias lutas, mas a que ficou mais conhecida foi a que ocorreu no Capão da Traição, onde os emboabas mataram mais de 300 paulistas. A cada batalha, os portugueses tentavam reafirmar o seu poder de colonizadores sob o Brasil e tudo que fosse encontrado nele.

Foi aí que em 1709, foi decretado pela Coroa Portuguesa que as capitanias do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais fossem separadas. Com o fim da guerra, os bandeirantes foram a procura de novas jazidas nos estados de Goiás e Mato Grosso. Alguns deles, já enriquecidos através da mineração, criaram unidades agrícolas, que em pouco tempo já estavam abastecendo as cidades que começaram a se formar naquela região.


Reportar erro