Guerra do Paraguai

América do Sul: A Guerra do Paraguai, ocorrida entre os anos de 1864 e 1870. Nesta guerra, o Paraguai lutou contra a Tríplice Aliança,…


América do Sul: A Guerra do Paraguai, ocorrida entre os anos de 1864 e 1870. Nesta guerra, o Paraguai lutou contra a Tríplice Aliança, formada pelo Brasil, Argentina e Uruguai.

Guerra do Paraguai

Foto: Reprodução

Histórico do conflito

No ano de 1862, Francisco Solano López assumiu o poder do Paraguai, objetivando continuar com as conquistas alcançadas pelos governos anteriores. Nessa época, um dos maiores problemas para a economia do país era a ausência de saídas para o mar, assim, os produtos paraguaios tinham que atravessar a região da Bacia do Prata, que pertencia ao Brasil, Argentina e Uruguai.

Há duas versões para o início da Guerra do Paraguai. Segundo alguns historiadores, a travessia pela Bacia do Prata, de vez em quando, era motivo de inconvenientes diplomáticos entre os países envolvidos. Assim, Solano Lopéz, visando melhorar a economia de seu país, pretendia organizar um projeto expansionista que lhe daria uma saída para o oceano. Assim sendo, o governo do Paraguai iniciou a produção de armamentos e ampliação dos exércitos.

Outros historiadores atribuem o início da guerra aos interesses da Inglaterra. De acordo com essa corrente historiográfica, o governo britânico teria pressionado o Brasil e a Argentina a declararem guerra ao Paraguai, oferecendo vantagens econômicas e empréstimos caso impedissem a ascensão econômica do Paraguai, pretendendo impedir o aparecimento de um concorrente comercial autônomo que serviria de exemplo aos demais países latino-americanos, que eram totalmente dependentes do império inglês.

Em 1864, o Partido Blanco, que governava o Uruguai, adotou medidas que prejudicaram os pecuaristas donos de terra naquele país e negou-se a parar pecuaristas uruguaios que tentavam invadir algumas terras do Rio Grande do Sul.

Após a falta de negociações, o Brasil decidiu invadir o Uruguai, depôs o Partido Blanco e, através de grupos aliados locais, assumiu o controle de Montevidéu. Esta intervenção provocou a reação de Solano Lopéz, que considerou a atitude brasileira como parte de um projeto expansionista.

Solano López tentou, sem sucesso, interceder no conflito entre o Brasil e o Uruguai, sem sucesso, e reagiu invadindo o Mato Grosso e o Rio Grande do Sul. Para chegar ao Rio Grande, cruzou o território da Argentina sem autorização.

A partir disso, em 1º de maio de 1865, o Brasil, a Argentina e o Uruguai uniram as suas forças com a formação da Tríplice Aliança e lutaram juntos contra o Paraguai, que foi vencido na batalha de Riachuelo e na luta de Uruguaiana.

Consequências da Guerra do Paraguai

  • Aproximadamente 300 mil mortes (civis e militares);
  • Aproximadamente 60-70% da população do Paraguai morreu na guerra;
  • A indústria paraguaia ficou arrasada e o país nunca mais voltou a ter bons índices de desenvolvimento na indústria e na economia;
  • Os gastos com a guerra foram altos e prejudicaram a economia brasileira, aumentado a dívida externa e a dependência de países ricos;
  • A Inglaterra aumentou a sua influência no continente, consequência dos empréstimos de dinheiro e apoio militar oferecidos aos países da Tríplice Aliança.

Reportar erro