História de Tiradentes, líder da Inconfidência Mineira

Tiradentes é visto até hoje como um herói da Inconfidência Mineira. Confira uma breve biografia sobre a história de Joaquim José da Silva Xavier


Tiradentes é considerado nos dias de hoje, uma espécie de herói, por ter morrido como mártir na Inconfidência Mineira. Atualmente, o dia de sua morte (21 de abril), é comemorado como um feriado nacional.

História

Joaquim José da Silva Xavier, que ficaria conhecido como Tiradentes, nasceu no dia 12 de Novembro de 1746 na cidade de Pombal, no estado de Minas Gerais. Ele foi o quarto dos nove filhos que os seus pais tiveram.

História de Tiradentes, líder da Inconfidência Mineira

Imagem: Reprodução

Em 1767, sua mãe faleceu e ele foi morar com os irmãos e o pai na Vila de Santo Antônio. Dois anos mais tarde, quando tinha pouco mais de 11 anos de idade, seu pai também vem a falecer e sua família começa a perder todos os bens e propriedades por conta das dívidas que possuíam. Ele então ficou sob os cuidados de um primo que era dentista. Em pouco tempo ele se apaixonou por essa profissão e decidiu seguir a mesma carreira que seu primo. É aí que encontramos o motivo do apelido “Tiradentes”. Além disso, ele também foi sócio de uma botica que dava assistência aos pobres na Ponte do Rosário, foi minerador e ainda exerceu algumas práticas farmacêuticas.

Em 1780, ele decidiu se alistar na tropa da Capitania de Minas Gerais. Um ano depois, já havia sido nomeado comandante de um setor que cuidava do escoamento da produção de minérios. Foi aí que ele começou a criticar a exploração abusiva dos recursos naturais do nosso país.

Mudou-se para o Rio de Janeiro e lá, criou vários projetos políticos, mas não conseguiu aprovação para a execução de muitos deles. Quando voltou para Minas Gerais, começou a espalhar suas ideias a respeito de independência da província, por toda Vila Rica. O que deu ainda mais força para o seu movimento foi a independência da América e a formação dos Estados Unidos.

Todo o movimento foi centrado no ideal de tornar o Brasil um país independente. Aqueles que conspiravam pretendiam proclamar a república, mas essa ideia ficou só na cabeça mesmo. Todo o movimento que Tiradentes havia começado estava ganhando força, mas foi delatado através de uma denúncia que Joaquim Silvério dos Reis fez ao governador no ano de 1789.

Condenação e morte de Tiradentes

Quando isso aconteceu, Tiradentes estava no Rio de Janeiro e escondeu-se, mas em pouco tempo acabou preso. O julgamento de todos os inconfidentes, inclusive Tiradentes, durou três anos, mas finalmente foi dada a sentença definitiva. Alguns deles foram condenados à morte e outros ao degredo, entretanto, no dia seguinte, por conta de uma carta de D. Maria I, a pena de morte foi dada apenas à Tiradentes.

Ele foi enforcado no dia 21 de Abril de 1792, no Rio de Janeiro. Em seguida, seu corpo foi esquartejado e exposto em praça pública, como era de costume naquela época.


Reportar erro