História e origem da Rede Sustentabilidade

Conheça a origem e história da Rede Sustentabilidade, partido idealizado pela ex-senadora e ex-ministra, Marina Silva


Rede Sustentabilidade (REDE) é um partido político que teve o seu registro definitivo concedido no dia 22 de setembro de 2015. Fundado pela ex-ministra e ex-senadora, Marina Silva, a legenda conquistou força política nas projeções do cenário político eleitoral de 2014.

Origem da Rede Sustentabilidade

A ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, candidatou-se a presidente na eleição presidencial de 2010, pelo Partido Verde (PV). Ficou na terceira colocação e, em junho de 2011, saiu do PV com a intenção de criar um novo partido político.

No início de novembro do mesmo ano, a ex-ministra deu início à consolidação do seu novo projeto político. O Movimento por uma Nova Política foi criado com o objetivo de incentivar novas maneiras de fazer política.

historia-e-origem-da-rede-sustentabilidade

Foto: reprodução/site REDE Sustentabilidade

Naquela ocasião, Marina Silva declarou oficialmente que o movimento não possuía nenhum objetivo partidário tampouco eleitoral.

Nas eleições municipais de 2012, a ex-senadora declarou apoio a candidatos de diferentes partidos, incluindo o Partido dos Trabalhadores (PT) e Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Quanto à criação de um novo partido, Marina respondeu a um jornal que a questão estava em discussão. O partido Rede Sustentabilidade foi fundado oficialmente no dia 16 de fevereiro de 2013.

História

A fundação da Rede Sustentabilidade ocorreu no Encontro Nacional da Rede Pró Partido, em Brasília. Os fundadores do novo partido tentaram obter o registro no TSE em 2013, mas tiveram o pedido negado por falta do apoio mínimo necessário naquela ocasião.

O objetivo era lançar Marina candidata à Presidência pela legenda em 2014, mas ela acabou disputando a eleição presidencial pelo PSB, integrando, como vice, a chapa encabeçada pelo ex-governador Eduardo Campos. Após a morte de Campos em um acidente aéreo, Marina se tornou candidata a presidente.

Em 2013, a Rede contava com assinaturas de 441 mil eleitores validadas pelos cartórios eleitorais, mas a lei exigia 492 mil. Em maio de 2015, Marina Silva apresentou outras 56,1 mil assinaturas. Em 22 de setembro de 2015, a Rede Sustentabilidade obteve o seu registro definitivo e recebeu o número 18.

De acordo com a ex-ministra, a Rede é um esforço para atualizar a política e tem o objetivo de colocar a questão da sustentabilidade no centro da discussão, no desenvolvimento econômico e social do país. A denominação “Rede” foi escolhida por meio de sugestões realizadas em fóruns da Internet. Marina Silva afirma ainda que o nome registrado é Rede porque o partido será como uma rede que dialoga com diferentes setores da sociedade.


Reportar erro