Imigração japonesa para o Brasil

Descubra detalhes da imigração japonesa para o Brasil, fato que ocorreu principalmente no século XIX. Conheça mais desta história


Uma das características do Brasil é sua variedade cultural e a grande mistura de povos de outros países que resultou no seu povo. Essa mistura de “raças” foi possível graças a imigração de muitos povos para o Brasil, seja durante o período do Brasil Colônia, como foi o caso dos portugueses e dos africanos, seja durante um período em que o país estivesse um pouco mais moderno, como foi o caso da imigração japonesa.

O Japão

Imigração japonesa para o Brasil

Foto: Reprodução

O Japão estava passando por uma séria crise durante o século XIX.  O país era isolado do resto do mundo e a ausência de guerras e de epidemias fez com que a população aumentasse durante o Período Edo, conhecido como o início do período moderno no Japão.

A quantidade de vagas de emprego não eram suficientes para atender todos os que buscavam trabalho, as famílias que trabalhavam nos campos migravam para as zonas urbanas afim de conseguir mais oportunidades, os que já estavam na zona urbana mudavam-se para outras regiões ou para lugares que haviam sido pouco explorados visando empreender em conseguir alguma renda. Isso durou alguns anos até que a população percebeu que estava andando em círculos. Os impostos começaram a aumentar mais e muitas famílias passavam fome, até que o governo Japonês começou a promover a imigração como a melhor alternativa para os nativos.

O Brasil

Japoneses trabalhando na lavoura de café

Japoneses trabalhando na lavoura de café. | Foto: Reprodução

O Brasil do século XIX tinha sua economia focada na agricultura e dependia muito da cultura do café. A monocultura cafeeira, no entanto, era movida na sua base por mãos de escravos africanos. Como a escravidão foi abolida pelo governo brasileiro em 1888, devido a pressões humanitárias, a falta de mão de obra  para trabalhar nas lavouras começou a fazer a roda econômica do Brasil girar mais lentamente. O governo brasileiro chegou a cogitar a hipótese de trazer imigrantes europeus para o país, mas as condições de trabalho oferecidas pelos cafeicultores eram péssimas, e alguns países até proibiram a vinda dos seus cidadãos. Com isso o Brasil começou as negociações com o governo japonês, para que os asiáticos viessem para o país.

Como aconteceu a imigração

Navio Kasato Maru

Navio japonês (Kasato Maru) atracado no Porto de Santos. | Foto: Reprodução

A primeira leva de imigrantes japoneses chegou ao Brasil em 1908, após ter viajado por 52 dias a bordo do navio Kasato Maru. 162 famílias estavam no navio e logo quando chegaram começaram a ser divididas em grupos, para depois serem levadas para os cafezais.

Os brasileiros não aprovavam a vinda dos asiáticos, mas ficaram impressionados com a educação, a higiene e o respeito que eles demonstravam com todos. Muitos imigrantes vieram com a vontade de passar no máximo cinco anos no país, mas em meio a tantas dificuldades, como se adaptar ao nosso clima, língua e cultura, fizeram com que poucos conseguissem voltar pra casa rapidamente.

Tantos japoneses vieram para o Brasil que no ano de 1930 o país foi considerado o que mais abrigava japoneses fora do Japão.


Reportar erro