Inteligentes dicas para se dar bem na reta final do ano letivo escolar

Desesperado com o final do ano letivo? Descubra algumas dicas inteligentes que podem ajudar na reta final do ano letivo escolar


O ano está acabando, mais uma vez. Mas antes de ir para as comemorações de Natal e Ano Novo, uma preocupação paira sobre os estudantes: o desempenho escolar. Resta pouco tempo para o final do ano letivo, mas ainda dá tempo de recuperar as notas e passar de ano, desde que com muita dedicação.

Normalmente, o aluno tem dificuldades em poucas matérias e em conteúdos bastante específicos. Com isso, basta que os pais consigam descobrir qual é o ponto fraco do filho na escola usando duas saídas: empenhar-se em família ou contratar um professor particular.

 

Inteligentes dicas para se dar bem na reta final do ano letivo escolar

Foto: Reprodução/ internet

Professor particular

Contratar um professor particular para ensinar, em média, duas vezes por semana, vai ajudar, já que, às vezes, o modo como o professor da escola ensina não é fácil do estudante compreender, segundo explica a professora do Departamento de Educação da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Leziany Silveira Daniel.

O segredo para bons resultados é bastante simples, conforme explicam especialistas: dar atenção à criança na hora que ela está realizando as tarefas de casa, tendo paciência de ensinar sem cobrar resultados muito imediatos, além da repetição de exercícios.

Família

Os pais também podem ajudar, e não jogar toda a culpa pelo mau desempenho na criança, pois esse tipo de afirmação poderá deixá-la ainda mais insegura e trazer péssimos resultados finais.

É importante a família prestar atenção no desempenho escolar do filho durante todo o ano letivo para que apertos ao final do ano não aconteçam. Portanto, se isso aconteceu esse ano, leve a lição para o ano seguinte, certo?

Faça com a criança um cronograma de estudos e reserve entre uma e duas horas diárias para estudar o conteúdo que tem dificuldade. Vale a pena, ainda, segundo Ermelinda Thomascheski, professora da Escola de Educação e Humanidades da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), investir em perguntas contextualizadas sobre o conteúdo durante horários alheios aos de estudo, como jantar, almoço e passeios.

Dicas para o aluno

  1. Administre seu tempo na internet: a internet vem tomando muito tempo dos estudantes, e isso acaba prejudicando os estudos. É claro que não precisa deixar de usar a internet, mas ao invés de ficar vendo conteúdo sem importância, procure boas leituras e vídeos interessantes.
  2. Anote tudo: as informações, hoje em dia, chegam aos montes até nós. Por isso, anote tudo que for importante, independentemente de ser o conteúdo de uma aula, o nome de um livro ou uma dica de um filme, por exemplo.
  3. Jogue: procure jogos de planejamento estratégico e memória, pois isso vai ajudar a treinar o seu cérebro, ajudando também no desempenho escolar. Jogos de carta, palavras cruzadas, xadrez, entre outros, são perfeitos para este fim.
  4. Leia sempre: encontre um conteúdo que te agrade e leia, leia muito. Não importa se é um livro de fantasia, o jornal ou livros de histórias reais. A leitura é muito importante.
  5. Aprenda a relaxar: não adianta estudar muito e não achar um tempo para relaxar, certo? Respire fundo e fique um tempo em silêncio, sem fazer nada que precise pensar. Nesse tempo, seu cérebro vai conseguir assimilar tudo que você fez, e ainda permitirá que o corpo recomponha as energias.

Reportar erro