Linguagem verbal e não verbal

A comunicação é fator presente no nosso cotidiano. E para tal, existem dois tipos de linguagens: a verbal e a não verbal, que são bastante diferentes.


A comunicação é parte importantíssima das nossas vidas. Sem ela, o mundo seria um caos de desordem e completo desentendimento. E falamos de comunicação como um todo, prioritariamente aquela que abrange os dois canais de compreensão: a linguagem verbal e a linguagem não verbal.

Para que exista comunicação, é necessário que o interlocutor (nesse caso, eu) transmita o código (esse assunto) de uma forma coerente e clara, sem interrupções, para que o receptor (você) entenda. É assim que se estabelece o processo de troca de informações. O código utilizado pode então ser verbal ou não verbal.

Linguagem verbal

Quando lemos um livro, um jornal, um site, ou conversamos com alguém, utilizamos a palavra como código. Essa utilização da palavra escrita ou falada é justamente o que chamamos de linguagem verbal, o tipo mais comum no nosso dia a dia. Veja um exemplo:

Quando ela fala, parece
Que a voz da brisa se cala;
Talvez um anjo emudece
Quando ela fala.

Meu coração dolorido
As suas mágoas exala,
E volta ao gozo perdido
Quando ela fala.

Pudesse eu eternamente,
Ao lado dela, escutá-la,
Ouvir sua alma inocente
Quando ela fala.

Minha alma, já semimorta,
Conseguira ao céu alçá-la
Porque o céu abre uma porta
Quando ela fala
(Machado de Assis)

O poema é uma forma de linguagem verbal, pois usa a palavra como ferramenta para exprimir os desejos, e os devaneios de um eu-lírico apaixonado.

Linguagem não verbal

Esse tipo de linguagem é aquele traduzido através de símbolos, gestos, imagens, tom de voz, postura corporal, musicalidade, entre outros. Utiliza os mais diversos fatores para expressar o código, menos a palavra. Por exemplo, os animais utilizam desse tipo de linguagem para se comunicar. Um cachorrinho quando abana a cauda, sabemos que está feliz, quando a põe entra as pernas, pode ser sinal de tristeza, medo. E é exatamente isso: sinais. São eles que compõem esse a linguagem não verbal.

O semáforo é um grande exemplo de linguagem não verbal. Mesmo sem nada escrito, sabemos que a cor vermelha significa pare, a amarela, atenção e a verde indica que pode prosseguir.

Linguagem Verbal e Não Verbal

Foto: Pixabay

Veja as diferenças

  • Geralmente, a linguagem verbal é uma ação voluntária: você lê ou fala aquilo que escolheu. Já a linguagem não verbal representa uma reação a algo, muitas vezes involuntário. Por isso, tanta gente estuda comportamentos, como por exemplo, a forma que as pessoas agem quando estão mentindo.
  • Por fim, a escritora Ana Jácomo, através desse trecho (a escrita em si, é linguagem verbal), dá uma ótima ideia do que é a linguagem dos sinais:

“(…) E se não quisermos, não pudermos, não soubermos, com palavras, nos dizer um pouco um para o outro, senta ao meu lado assim mesmo. Deixa os nossos olhos se encontrarem vez ou outra até nascer aquele sorriso bom que acontece quando a vida da gente se sente olhada com amor. Senta apenas ao meu lado e deixa o meu silêncio conversar com o seu. Às vezes, a gente nem precisa mesmo de palavras.”


Reportar erro