Literatura Irlandesa

A Irlanda, apesar de ser um país pequeno, teve uma contribuição muito grande para a literatura mundial. Apesar de as obras mais conhecidas estarem…


A Irlanda, apesar de ser um país pequeno, teve uma contribuição muito grande para a literatura mundial. Apesar de as obras mais conhecidas estarem escritas em inglês, existem ainda muitas obras em irlandês gaélico, antigo e moderno. Possuem uma forte tradição oral de lendas e poesia, e essas tradições da língua tornaram possível a diferenciação entre a literatura irlandesa em inglês da literatura inglesa de outros locais. Os escritores irlandeses apresentam um gosto pela natureza, estilo narrativo com apoio no exagerado ou no absurdo da sátira.

Literatura Irlandesa

Museu dos escritores de Dublin | Foto: Reprodução

A história da literatura irlandesa

No século V, a religião cristã chegou na Irlanda, impulsionando a literatura irlandesa. No início, antes dessa chegada, a escrita era simples e recebia o nome de ogham, sendo usada para inscrições. Houve então a inserção do latim, que teve expressões adaptadas ao irlandês, resultando no surgimento de uma classe letrada que era composta por leigos, e também por representantes do clero.

Desde o século XIV, no entanto, uma grande parte dos autores irlandeses passaram a usar o inglês para escrever suas obras. No final da Idade Média, a poesia feita em irlandês passou a ser marginalizada, e apenas no século XIX foi considerada de novo parte do folclore.

A poesia e as narrativas das lendas antigas foram as primeiras formas de literatura representadas no país e, no século VI, as manifestações poéticas possuíam cunho religioso relacionado à natureza. A partir do século XIX a escrita moderna começou a surgir, dominando a Irlanda. No entanto, com a Grande Fome, o uso do irlandês prevaleceu em regiões ao sul e oeste do país, e um dos poemas considerados mais famosos da época, era uma sátira criativa de Briam Merriman chamada “The Midnight Court”. No mesmo século, os poetas que usavam o inglês em suas obras, passam a recriar as tradições gaélicas.

Principais escritores

Entre os principais autores irlandeses que marcaram a história da literatura do país, que teve influência mundial, podemos citar:

  • Edna O’Brien

Nascida em 1932 no Condado de Clare, na Irlanda, a autora mudou-se no ano de 1959 para Londres, onde começou sua carreira como poeta e, logo em seguida, como autora de ficção. Muito criticada no seu país, a autora escreveu romances que foram banidos na Irlanda por conterem o retrato da sexualidade feminina. Ela recebeu muitos prêmios, e foi descrita pelo San Francisco Chronicle como “valiosa herança dos grandes antepassados da literatura irlandesa”. Entre suas principais obras que estão “Dezembros Selvagens”, “A Luz da Noite’ e “James Joyce”.

  • Samuel Beckett

Samuel Beckett nasceu em Dublin, na Irlanda no ano de 1906. Com 23 anos, o autor foi premiado por seu poema denominado “Whoroscope”, onde faz uso da filosofia de Descartes para retratar a transitoriedade da vida. Recebeu o Prêmio Nobel de Literatura no ano de 1969, e foi um dos fundadores do teatro do absurdo. Entre suas principais obras estão “O Inominável”, “Molloy” e “Primeiro Amor”. O autor ainda escreveu para teatro, onde suas obras envolvem um pessimismo como demonstrado em “Fim de Partida” e “Esperando Godot”.

  • Oscar Wilde

Nascido em 1854, o autor mostrou sempre grande inteligência e aprofundou-se na leitura de obras clássicas. Houve controvérsias a respeito de sua sexualidade, o que chocou a sociedade inglesa. Entre suas obras mais importantes estão a peça “A Importância de ser Prudente” e “O Retrato de Dorian Gray”.

  • Bram Stoker

Natural de Dublin, na Irlanda, o autor nascido em 1847 sempre mostrou fascinação por lendas de vampiro. Apaixonado pelo teatro, o autor escreveu contos e romances. Seu romance mais famoso é “Drácula”, em que criou um dos monstros mais famosos do mundo.


Reportar erro