Mamíferos – Reprodução e características desses animais

Os mamíferos são animais de características incríveis. Veja detalhes da reprodução desses animais e muito mais


A classe “mamíferos” (do latim mamma = glândulas, e feros = portador), é o grupo mais evoluído dos cordados e basicamente alberga todos os animais que possuem glândulas mamárias (aproximadamente 5 mil espécies, incluindo o ser humano), porém possuem um número pequeno de representantes se comparado com aves (aproximadamente 9.500), peixes (aproximadamente 35 mil), moluscos (aproximadamente 100 mil), crustáceos e insetos (aproximadamente 10 milhões).

Esta classe alberga diversas ordens que inclui diversos animais. Será que você conhece todos eles? Vamos conferir: Monotremata (ex.: ornitorrinco, equidna), Didelphimorphia (ex.: gambá, cuícas), Paucituberculata (ex.: cuíca-musaranho), Microbiotheria (ex.: monito-del-monte), Notoryctemorphia (ex.: toupeira-marsupial), Dasyuromorphia (ex.: diabo-da-tasmânia, gatos-marsupiais), Peramelemorphia (ex.: bandicotos), Diprotodontia (ex.: coala, canguru), Afrosoricida (ex.: tenrecídeos), Macroscelidea (ex.: musaranho-elefante), Tubulidentata (ex.: porco-formigueiro), Hyracoidea (ex.: damão-do-cabo), Proboscidea (ex.: elefantes), Sirenia (ex.: peixe-boi), Cingulata (ex.: tatu), Pilosa (ex.: bicho-preguiça, tamanduá), Scandentia (ex.: tupaias), Dermoptera (ex.: colugos), Primatas (ex.: lêmures, macaco, chimpanzé, homem), Rodentia (ex.: camundongo, rato, hamster, esquilo, castor), Lagomorpha (ex.: lebre, coelho), Erinaceomorpha (ex.: ouriço), Soricomorpha (ex.: musaranho, toupeira), Chiroptera (ex.: morcego), Pholidota (ex.: pangolim), Carnivora (ex.: cão, gato, urso, doninha, foca, morsa), Perissodactyla (ex.: cavalo, rinocerontes e anta), Artiodactyla (ex.: porco, veado, boi, ovelha, camelo),  Cetacea (ex.: baleia, golfinho).

Mamíferos - Reprodução e características desses animais

Foto: depositphotos

Características gerais

São animais endotérmicos (possuem um controle interno, pelo qual conseguem regular a temperatura corporal), com exceção do rato-toupeira-pelado.

Os mamíferos aplicam cuidado parental (cuidam de sua prole: filhos/filhotes); são vivíparos (exceto nos monotremados onde os ornitorrincos estão inseridos, eles colocam ovos!); possuem glândulas mamárias, lactação (produção de leite) e amamentação; digestão completa; respiração pulmonar com presença de diafragma; coração com quatro câmaras (dois átrios e dois ventrículos), circulação fechada, dupla e completa; pele composta por derme e epiderme e derivações integumentárias específicas (dentes, garras, unhas cascos, chifres…); membros com posições e funções modificadas de acordo com as necessidades de locomoção específicas de cada grupo; presença de nariz/focinho; órgão vocal na laringe; determinação sexual cromossômica (fêmeas XX, machos XY). A maioria possui camada de pelos (exceto golfinho e baleias adultos) e glândulas sudoríparas e sebáceas.

Mamíferos - Reprodução e características desses animais

Foto: depositphotos

Reprodução

A reprodução é sexuada, a fecundação é interna, e o desenvolvimento é direto.

  • Alguns animais são ovíparos (o ovo fecundado fica dentro da fêmea durante o desenvolvimento do embrião e após a postura e nascimento, o filhote alimenta-se de leite);
  • A maioria dos mamíferos é vivípara, placentários (nos quais os embriões desenvolvem-se em sua totalidade em uma placenta dentro do útero da mãe).
  • Os marsupiais (cangurus, gambás), possuem placenta rudimentar ou em alguns grupos, não a possuem. Na maioria deste grupo, o embrião fica pouco tempo no útero, nasce e se arrasta até o marsúpio (apêndice, bolsa) presente na parte ventral do corpo da mãe, e alimenta-se de leite presente nas glândulas mamárias localizadas dentro desta estrutura.

As fêmeas periodicamente vivenciam um ciclo menstrual (menstruação ou cio) no qual ocorrem modificações celulares e comportamentais. A quantidade da prole e duração da gestação variam de acordo com a espécie.

*Flávia Virginio é doutoranda em ciências pela Universidade de São Paulo (USP)

Referências:

» SIMPSON, G.G. (1945). The Principles of Classification and a Classification of Mammals, Bulletin of the American Museum of Natural History. New York.

» McKENNA, M. C., BELL, S. K. (1997). Classification of mammals above the species level. Columbia University Press, New York.

» NOVAK, R.M. (1999). Walker’s Mammals of the World, Johns Hopkins University Press. Baltimore.

» WILSON, D.E., REEDER, D.M. (2005). Mammal Species of the World: A Taxonomic and Geographic Reference, 3ª edição. Johns Hopkins University Press, Baltimore, Maryland, 2.142 pp., 2 volumes.

» GRZIMEK, B., SCHLAGER, N., OLENDORF, D. (2003). Grzimek’s Animal Life Encyclopedia, Thomson Gale. Detroit.

» POUGH, F.H., JANIS, C.M., HEISER, J.B. (2003). A Vida dos Vertebrados, Atheneu. São Paulo.


Informar erro