Mamíferos – Reprodução e características desses animais

Os mamíferos são animais de características incríveis. Veja detalhes da reprodução desses animais, da digestão, e muito mais!


Os mamíferos constituem o grupo mais evoluído do reino dos Cordados. A palavra mamífero vem do latim e foi designado por significar ‘’portador de mama’’. Característica particular dessa classe, as glândulas mamárias são capazes de produzir e armazenar leite na fêmea para alimentar seus filhotes. Mas não é apenas essa característica que eles possuem em especial.

Mamíferos - Reprodução e características desses animais

Fotos: Reprodução

Características

A existência de pelos recobrindo a pele do corpo, que serve de proteção térmica; desenvolvimento do filhote no interior do útero; presença de placenta, que é um órgão responsável por alimentar o feto, levando nutrientes da mãe; presença do diafragma, um músculo respiratório que se encarrega de definir os movimentos que ocorrem durante a respiração.

A pele dos mamíferos possui duas camadas principais. A epiderme, formada por várias camadas de células e que acumula uma proteína resistente chamada queratina; e a derme, que fica localizada sob a epiderme e possui vasos sanguíneos, nervos sensoriais e glândulas. As glândulas também são próprias dos mamíferos e podem ser sebáceas, que produzem substâncias que lubrificam  o pelo e possuem odores que servem para a comunicação; ou sudoríparas, que tem como função principal regular a temperatura do corpo.

Uma das características dos mamíferos é sua digestão completa, começando pela boca e terminando pelo ânus. Também tem circulação completa, além de ser dupla e fechada e o coração possui dois átrios e dois ventrículos.

Eles também são considerados animais inteligentes, capazes de estar sempre em aprendizado e flexionando seu comportamento, além de serem considerados mais ágeis que os outros animais. Vale ressaltar que alguns mamíferos aguçam determinado tipo de sentido, como a onça, que possui olfato bastante apurado.

Reprodução dos mamíferos

Na maioria dos animais a reprodução é precedida do ritual de acasalamento, no caso dos mamíferos, sem muitas particularidades. A fecundação é interna e seu desenvolvimento é direto. A maioria dos mamíferos é vivípara, ou seja, o embrião se desenvolve por completo dentro do corpo da mãe e já nascem  com formato bem similar ao que terão quando adultos.

No corpo da mãe, mais necessariamente dentro da placenta, o feto recebe oxigênio e nutrientes suficientes para seu crescimento, isso é possibilitado pela presença do cordão umbilical. Porém nem todos os animais possuem placenta, e por isso estes põem ovos. É o caso dos ovovivíparos, que tem parte do desenvolvimento no interior da mãe e parte no ambiente externo. E também é o caso dos vivíparos, sendo estes de desenvolvimento externo.

Assim, quanto à reprodução, os mamíferos tem a seguinte classificação:

  • Placentários: esse é sem dúvida o maior grupo de mamíferos. No útero da fêmea o desenvolvimento se dá através da placenta. Os placentários nascem em estágio avançado de desenvolvimento.
  • Marsupiais: não existe placenta nos animais representantes desse grupo. As fêmeas possuem sistema reprodutor duplo, com dois úteros e duas vaginas. Ao nascerem, os filhotes não estão totalmente desenvolvidos, e a partir daí vão terminar de se desenvolver dentro de uma bolsa externa do corpo da fêmea, chamada de marsúpio.
  • Monotremados: Esses produzem ovos similares aos dos répteis, mas nesse caso, nasce um pequeno embrião que se desenvolverá numa bolsa. Nas fêmeas de monotremados, em especial, não há presença de mamilos, e por isso expelem o leite por aberturas na pele.

Reportar erro