Membrana plasmática – Funções e estrutura

Por Agnes Rafaela

A estrutura de uma célula é composta por núcleo, citoplasma e membrana plasmática. A membrana plasmática tem três funções principais: revestimento, proteção e permeabilidade seletiva, sendo esta última sua função mais comum. Ela seleciona quais são as substâncias que vão entrar e sair da célula.

Estrutura e função da membrana plasmática

Membrana plasmática - Funções e estrutura

Imagem: Reprodução

Maior parte da membrana plasmática é feita de lipídios e proteínas, composição chamada de lipoproteica e seu modelo mais aceito é o promovido por Singer e Nicholson. Ela tem uma bicamada de fosfolipídios, uma voltada para o meio externo e outra para o meio interno. Parte desses fosfolipídios é hidrófila ou hidrofílica, ou seja, tem afinidade por água. Já a parte mais interna da membrana não interage com água, pois não possui afinidade por ela, e é chamada hidrofóbica. Na bicamada encontram-se proteínas que estão inseridas, estas são as proteínas de membrana integrais; quando estão localizadas na periferia da membrana plasmática, são chamadas proteínas periféricas. Porém, não é só composta disso, a membrana também se compõe de açúcares (carboidratos), e outro tipo de lipídio também esta presente na sua formação, o colesterol.

A membrana plasmática é extremamente fina, e só é capaz de ser enxergada através de microscópio eletrônico. Por ser tão fina assim, outras estruturas a recobrem, atribuindo-lhe uma proteção extra, que são parede celular e glicocálix, o qual possui função primordial de proteção. Nos animais, o glicocálix também terá função de reconhecimento celular, sendo, por exemplo, de grande importância em transplantes. Assim, quanto mais parecido o glicocalix de uma pessoa for com o de outra, mais fácil a compatibilidade da doação.

A parede celular não se encontra presente em células animais, apenas em células de plantas e algas (sendo composta por celulose), fungos (sendo composta por quitina, um carboidrato polissacarídeo) e bactérias (tendo em sua composição glicose, açucares e proteínas).

Especializações

  • Microvilosidades: encontradas em células do intestino e rins, no geral em células que possuem função de absorção. Servem para aumentar a superfície de contato com o meio externo. Aumento da absorção da célula.
  • Cílios e Flagelos: cílios se encontrarão em células das vias respiratórias, em grande quantidade e são menores que os flagelos. Os cílios batem e expulsam impurezas. Flagelos tem função de transporte, o flagelo mais importante é o do espermatozoide.
  • Junção Oclusiva: impede a entrada de microrganismos entre as células, bloqueia a entrada no meio das células principalmente de vírus e bactérias e isola as duas células que estão a se unir.
  • Desmossomos: tem função de adesão, une uma célula à outra.
  • Junção Comunicante: serve para permitir troca de substâncias entre uma célula e outra, principalmente de aminoácidos e água.
  • Interdigitações: uma pequena especialização, que também possui função de aderir células.