Mitose – Fases da divisão celular

A mitose é um dos processos da divisão celular, considera-se para estudo dividi-la em quatro fases, Prófase, Anáfase, Metáfase e Telófase


A divisão celular é um processo importante que pode ser comparado a uma fábrica e suas filiais, pois a célula se divide e forma cópias idênticas a ela. O processo de divisão celular pode ser dividido em dois tipos: Mitose, onde uma célula mãe n produz duas células filhas 2n geneticamente idênticas e com mesmo número de cromossomos; Meiose, a célula mãe 2n gera duas células filhas n que serão geneticamente diferentes.

A mitose tem utilidade na reprodução sexual em organismos unicelulares, favorecendo sua multiplicação. Já nos pluricelulares ela serve para reparar tecidos que foram lesados e para repor células mortas, além de estar associada ao crescimento dos organismos. No ser humano, a mitose sempre está presente no revestimento intestinal, na pele e na medula óssea. Vale ressaltar que não são todas as células que são capazes de realizar esse processo, como é o caso das células musculares e dos neurônios, onde isso só pode ser visto durante a fase embrionária. Nos vegetais, a mitose ocorre nas pontas dos caules e nas gemas que se situam nas laterais, no geral, estará acontecendo nos lugares onde existam tecidos relacionados ao crescimento.

Mitose - Fases da divisão celular

Imagem: Reprodução

Antes de a mitose ocorrer existe uma fase chamada interfase, nela se dá a duplicação de seus dirigentes, que se encontram no núcleo, e dos centríolos. Ao contrário do que comumente se falava no passado, durante a mitose há uma intensa atividade do metabolismo. Nela, a cromatina – material que tem por responsabilidade o gerenciamento da atividade das células – é duplicada. Todas as cópias geradas através da mitose possuirão as informações existentes na molécula de DNA da célula que as gerou. A interfase costuma ser dividida em três partes; G1, primeiro intervalo; S, onde acontece a síntese; e G2, segundo intervalo.

Fases consideradas na Mitose

Mitose: Prófase

Imagem: Reprodução

Prófase (pro = antes):  Esta fase está correlacionada com a interfase. Os cromossomos vão ficando visíveis por conta da espiralação; o nucléolo vai desaparecendo; fibras que se originam dos centrossomos vão se dispondo ao redor do núcleo, é o que se chama de fuso mitótico. O núcleo por sua vez, vai absorvendo água e inchando; a carioteca se rompe e não existirá mais separação entre o citoplasma e o material nuclear.

 

Mitose: Metáfase

Imagem: Reprodução

Metáfase (meta = no meio): após atingir máxima espiralação, se encurtarão e passarão a localizar-se na região equatorial da célula. Inicia-se nesta etapa a duplicação dos centrômeros.

 

Mitose: Anáfase

Imagem: Reprodução

Anáfase (Ana: indica movimento contrário): as fibras que se dispõem no fuso começam a encurtar e os cromossomos-irmãos são puxados para os polos opostos da célula; a célula fica consideravelmente tretraplóide. Começarão a desespirilação; a carioteca se reorganizará; os nucléolos irão aparecer novamente, dessa vez nos novos núcleos celulares; as duplas de centríolos se encontrarão em seu local definitivo.

 

Mitose: Telófase

Imagem: Reprodução

Telófase (telos = fim): os cromossomos começarão a desespirilação; a carioteca se reorganizará; os nucléolos irão aparecer novamente, dessa vez nos novos núcleos celulares; as duplas de centríolos se encontrarão em seu local definitivo.

* Citocinese – separação das células: ocorrerá na célula animal, de fora para dentro. As organelas se distribuirão pelas duas células-irmãs. É então a fase da divisão do citoplasma, que pode iniciar-se já na anáfase, dependendo da célula.


Reportar erro