Neoclassicismo

No século XVIII, em plena Europa surgiu uma nova tendência entre os artistas na produção das obras. Neoclassicismo tinha traços de uma nova burguesia…


No século XVIII, em plena Europa surgiu uma nova tendência entre os artistas na produção das obras. Neoclassicismo tinha traços de uma nova burguesia que predominava a sociedade após a Revolução Francesa e também no Império de Napoleão. Tais traços provavelmente foram estimulados pelas descobertas da época. Escavações estavam sendo feitas em sítios arqueológicos de Atenas, Pompeu e Herculano.

Neoclassicismo

A Pompeiian Beauty de Raffaelle Gianetti | Foto: Reprodução

Características

O período tem como características, principalmente, o retorno ao passado, tido pela imitação de artes antigas greco-latinas. Os heróis gregos e a simplicidade que eram aplicadas nas obras eram pontos contemplados na época. O movimento trouxe certa valorização ao passado. Os críticos acreditam que o Neoclassicismo pode ser visto com pontos semelhantes ao Romantismo.

Pintura e arquitetura

A arquitetura neoclássica segue a linha dos templos também ao estilo greco-romano, tanto para construções civis ou com intuito religioso. São vários exemplos dessa arquitetura, algumas delas são a igreja de Santa Genoveva e a Porta do Brandemburgo na cidade de Berlim.

A cidade de Roma era tida como uma das principais cidades que cultuavam o movimento. Lá morava o crítico Joachim Winckelmann, que foi considerado o fundador do neoclassicismo. Um dos trabalhos dentro da arquitetura no estilo é a Chiswick House, próximo a Londres e feita pelo Lorde Burlington.

A pintura da época seguia a linha de escultura clássica grega, renascentista italiana e com equilíbrio na composição. As características mais marcantes nas pinturas são o formalismo na composição e refletia o racionalismo dominante. Assim como os contornos em sintonia com a harmonia das cores.

O presidente dos Estados Unidos, Thomas Jefferson, era praticamente um amador e amante da arquitetura. O político tinha afinidade com as tendências que vinham da Europa, isso o fez planejar e projetar sua própria casa com traços do neoclassicismo.

Os artistas

Ainda no século XVIII houve um fortalecimento das academias como locais de ensino de arte e passaram a ser organizadores de exposições de trabalhos. Essas academias foram essenciais para a sobrevivência do movimento nas obras.

Nomes se destacam perante o movimento, um deles é o pintor Jacques-Louis David. O artista é considerado um dos principais pintores da época, pois era bastante prestigiado pelo governo depois da Revolução Francesa e até realizou trabalhos como desenho de trajes e cenários para eventos oficiais. Outro nome que merece ser destacado é de Jean-Auguste Dominique Ingres. O artista foi um dos alunos de David, conhecido em seu tempo por discussões públicas com Delacroix, onde defendia o Neoclassicismo.


Reportar erro