Nomadismo

Chamamos de nomadismo o modo de vida original do homem de acordo com a antropologia evolucionista. Nesse modo de vida, a população ou comunidade…


Chamamos de nomadismo o modo de vida original do homem de acordo com a antropologia evolucionista. Nesse modo de vida, a população ou comunidade não possui padrão fixo de moradia e habitação, mantendo-se sempre em movimento, procurando por melhores condições de sobrevivência. Pode ser aplicado ainda ao gênero de vida de povos das regiões tropicais que vivem graças à coleta vegetal, caça e pesca praticados de forma rudimentar.

Nomadismo

Foto: Reprodução

História

Desde a pré-história encontramos mudanças nos hábitos dos homens que habitam a terra. A nossa visão sobre o nomadismo acaba sendo depreciativa devido à ideia de evolucionismo das teorias darwinistas.

O nomadismo foi uma prática comum durante o período Paleolítico e parte do Neolítico, mas com as mudanças climáticas, além do desenvolvimento das primeiras técnicas agrícolas, esse modo de vida acabou dando espaço ao aparecimento de comunidades sedentárias.  Com a descoberta das técnicas agrícolas, os povos deixaram de ter necessidade de ir em busca de outros lugares, pois seus recursos tornaram-se renováveis – com o plantio -.

Nesse momento, acreditamos que as civilizações assim são mais evoluídas, criando uma visão de que os nômades não eram capazes de criar valores culturais, formas de organização políticas e sociais, ou ainda formas de relacionamento com outros povos.

A visão diante do estudo da história acaba sendo distorcida e interpretada de forma errada e preconceituosa das comunidades que viveram ou vivem até hoje dessa prática. A falta de fixação e domínio sobre a agricultura, ou ainda a inexistência do estado não podem ser itens considerados suficientes para julgar que a cultura nômade é pior ou inferior diante das demais culturas.

Nomadismo pastoril

Esse tipo de nomadismo está diretamente relacionado ao deslocamento dos rebanhos que partem em busca de locais onde a pastagem natural seja mais abundante. Isso também acaba provocando o deslocamento dos proprietários dos rebanhos. Eles se deslocam normalmente sobre um território de grande extensão, podendo permanecer em determinada região por muito tempo, durante a maior parte do ano. Alguns grupos africanos, inclusive, chegam a obter colheitas regulares mesmo com seus deslocamentos sazonais.

Isso acontece normalmente com os carneiros, embora existam outros animais associados ao hábito como os cabritos, cavalos, camelos, iaques e renas.

Consequências

Embora aconteça atualmente, o modo de vida nômade trás alguns problemas: precárias condições de segurança, levando o grupo a organizar-se em moldes tribais – em regime patriarcal -. As casas consistem em tendas que são facilmente armadas e transportadas e as condições de higiene são baixas.


Reportar erro