Nomenclatura: o correto é biscoito ou bolacha?

Os termos ‘biscoito’ e ‘bolacha’ são corretos e fazem parte da língua portuguesa. Saiba mais sobre a discussão do uso destas palavras


“Bolacha ou biscoito”: qual é o correto? Certamente você já deve ter visto esta discussão nas redes sociais ou mesmo em rodas de amigos, principalmente quando há pessoas originárias de diferentes estados do Brasil.

Como você sabe, graças à variação linguística inerente à língua portuguesa (e a todas as línguas vivas), um mesmo alimento ou objeto pode ganhar distintas denominações, sem que isto signifique que o outro termo seja errôneo.

Biscoito ou bolacha? Ambos são corretos

Os termos “biscoito” e “bolacha” são corretos e fazem parte da língua portuguesa, no entanto, existe uma diferença no que se refere ao modo de preparo de ambos os alimentos. A discussão começa quando as palavras são utilizadas como sinônimos, mas, para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão que regula os produtos alimentícios no Brasil, os dois produtos realmente são equivalentes.

O órgão leva em consideração todas as variações do produto, inclusive aquelas com coberturas e recheios e, ainda assim, afirma que os biscoitos e as bolachas são semelhantes e podem ser consideradas como um mesmo alimento.

O vocábulo “biscoito” entrou primeiro no nosso idioma, porém, os dois termos são equivalentes perante a legislação brasileira. Tanto o biscoito quanto a bolacha são produzidos com massa de farinha de quaisquer cereais, com ou sem açúcar, gordura ou levedura.

Imagem de biscoitos

Ilustração: Estudo Prático/ Foto: Depositphotos

Mas, não existe nenhuma diferença? Na prática sim: no geral, podemos considerar que as denominadas bolachas são mais secas, enquanto os biscoitos também podem ser úmidos. Entretanto, de acordo com a legislação brasileira e diversas fabricantes do produto, tanto faz chamar o alimento de “bolacha” ou de “biscoito”, embora a maioria das empresas estampem os dizeres “biscoito” em suas embalagens, apenas por uma questão de convenção da categoria.

Origem da palavra ‘biscoito’

O vocábulo “biscoito” é originário da união de duas palavras francesas: “bis” e “coctus”, que significam “cozido duas vezes”. A denominação “biscoito” é proveniente da prática de assar o alimento duas vezes, a fim de que ele ficasse menos úmido e pudesse durar mais tempo sem estragar.

De acordo com historiadores, os gregos misturaram mel, leite e canela, como na receita do pão egípcio, e tiveram como resultado saborosos biscoitos. Naquela época, os escravos eram os especialistas em fabricar biscoito, receita que passava de geração em geração. Nos tempos das viagens marítimas e grandes descobrimentos, a alimentação dos marinheiros consistia-se em biscoitos.

Em meados do século XVII, o biscoito começou a se popularizar no continente europeu, principalmente com a adição de essências e a criação de novos sabores, que estimularam crescimento da venda do alimento.

A origem da palavra ‘bolacha’

O termo “bolacha” é originário do latim “bulla” (objeto esférico), mais o acréscimo do sufixo “acha”, indicando diminutivo. No idioma holandês, encontramos o vocábulo “koekje”, que originou palavras como “cookie” e “cracker”.

 

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas).


Reportar erro