O bicho-preguiça é, de fato, um animal preguiçoso?

Mesmo possuindo movimentos lentos, esse animal não sofre com pouca coragem, ele simplesmente foi feito para reagir de tal forma


A fama de preguiçoso que o bicho-preguiça tem, na verdade, corresponde apenas ao nome. Mesmo possuindo movimentos lentos, esse animal não sofre com pouca coragem, ele simplesmente foi feito para reagir de tal forma. Biologicamente falando, o bradypus variegatus, nome científico desse animal, possui o metabolismo muito baixo se comparado com outros mamíferos de tamanho e peso semelhantes. Assim, consequentemente, sua locomoção, respiração e digestão são vagarosas.

Conclui-se, portanto, que a preguiça não tem nada de preguiçosa, mas sim, reage de acordo com o seu organismo. E quem acredita que essa forma de viver é um problema, saiba que é a maneira encontrada pelo animal para garantir sua sobrevivência na mata, podendo chegar até os 40 anos. Em outras palavras, a suposta falta de pressa do bicho-preguiça é, na verdade, o seu método para continuar vivendo. Assim, descubra como esse estilo de vida da preguiça a ajuda a sobreviver.

Características “preguiçosas” do bicho-preguiça e para que servem

Este animal executa apenas 10% de “atividades físicas” que outros bichos de mesmo porte fazem, mas isso ocorre devido ao fato de que ele não tem reservas de energia para gastar. Sua digestão, por exemplo, é lenta. Assim, uma preguiça passa até 30 dias para digerir uma única folha. Já a temperatura do corpo desse animal é sempre semelhante a do ambiente, uma outra forma de poupar a energia.

Bicho-preguiça em árvore

Foto: Pixabay

O bicho-preguiça vive 85% de sua vida fixado em árvores altas e de copa volumosa. Por essa razão, acabam adquirindo uma flora de algas em seus pelos, o que garante ao animal uma forma de camuflagem entre as folhas, protegendo-se assim de predadores. Além disso, as algas verdes e cianofíceas que ficam presas na pelagem da preguiça acabam servindo de alimento para seus filhotes.

Este é um animal que vive em grupos pequenos ou sozinhos, se encontrando apenas quando estão no período de acasalamento. A cópula entre o macho e a fêmea dura poucos minutos, no máximo cinco. A mamãe-preguiça passa uma gestação que dura em torno de 120 a 180 dias. Após o nascimento, o filhote continua com a fêmea por nove meses até que ele possa se virar sozinho na mata.

Outras duas características desse animal são: pouco consumo de água e a periodicidade das suas necessidades fisiológicas. A única água que esses animais consomem provem do orvalho que cai sobre as folhas que são por eles digeridas. Como passam muito tempo para realizar o processo de digestão e ingerem pouco líquido, só fazem necessidades uma vez por semana, descendo e depositando as urinas e as fezes próximo à base da sua árvore.


Reportar erro