O criacionismo e o Evolucionismo. Saiba mais sobre essas teorias.

Entenda a diferença entre o criacionismo e o evolucionismo. Duas teorias que tentam explicar a origem e evolução da vida


Recentemente, o Papa Francisco fomentou a discussão já acalorada sobre o criacionismo e evolucionismo ao afirmar, durante a Assembleia da Pontifícia Academia de Ciências, no Vaticano, que ambas as teorias podem ser aceitas.

A declaração ganhou força vindo de quem veio: o líder da maior organização Cristã do mundo! O pontífice afirmou em claro e bom tom que “quando lemos a respeito da criação em Gênesis, corremos o risco de imaginar que Deus era um mágico, com uma varinha capaz de fazer tudo. Mas isso não é assim. […] evolução exige a criação de seres que evoluem”, definiu o religioso.

Não sabemos até que ponto se estende essa verossimilhança para o Papa Francisco, mas o que temos certeza é que as crenças sempre estiveram em lados opostos. Você sabe quais são as principais diferenças entre elas? Descubra!

O criacionismo e o Evolucionismo. Saiba mais sobre essas teorias.

Foto: depositphotos

O que é criacionismo?

O criacionismo, em geral, é a crença de que tudo o que existe no mundo seria criação direta de um ser sobrenatural. Essa entidade teria criado todos os seres vivos, elementos naturais e universo de modo completo, ou seja, o homem foi criado como homem desde o início, assim como uma baleia sempre foi uma baleia mesmo nos primeiros anos da terra.

O livro adotado pelos criacionistas é a bíblia, mas especificamente os primeiros capítulos de Gênesis. Os quais descrevem a criação do mundo em seis dias por um deus.

O que é evolucionismo?

Já o evolucionismo é uma teoria desenvolvida por Charles Darwin, um cientista que viveu no século XIX e que propagou a ideia de que todo o universo, incluindo os seres que nele vivem, passaram por uma longa e progressiva evolução para ser o que seriam hoje. Vem daí a crença de o homem já foi um dia um macaco e as baleias eram minúsculas células aquáticas no começo do universo.

Para justificar a evolução, o cientista se utiliza da teoria da Seleção Natural, a qual afirma que o ambiente teve influência direta nas espécies, ou seja, os mais fortes foram sobrevivendo e evoluindo até tornarem-se o que são hoje em dia.

Afinal, quem está certo: criacionistas ou evolucionistas?

Essa é a uma pergunta sem resposta. Para os religiosos, a criação é de fato obra de um ser maior que planejou exatamente todas as coisas e que nada teria sido por acaso, como afirmam os cientistas em relação à explosão do Big Ben.

Já os evolucionistas não encontram evidências cientificas suficientes para afirmar que o universo sempre foi assim, mas sim que as coisas foram evoluindo com o passar das eras.

Apesar das polêmicas, declarações como a do Papa Francisco começam a fazer sentido e envolver pensamentos de correntes opostas em busca de respostas mais completas. Será que o começo de um final feliz entre a fé e a razão?


Informar erro