O Dia da Mentira: como surgiu esta data?

O Dia da Mentira surgiu na França, é comemorado em 1º de abril e é um dia em que as pessoas contam mentiras aos conhecidos; saiba mais sobre esta data


O Dia da Mentira, também conhecido como Dia dos Bobos, é comemorado no dia 1º de abril e é tradicionalmente uma data em que as pessoas, sejam crianças ou adultos, contam mentiras e pregam peças em seus conhecidos.

Existem várias explicações para o dia 1º de abril ter se transformado no Dia da Mentira, porém, a teoria mais aceita é de que a brincadeira surgiu no século XVI, na França.

Por que 1º de abril é o Dia da Mentira?

A origem do Dia da Mentira remonta ao século XVI, durante o reinado de Carlos IX (1560-1574) na França. Desde o início do século XVI, as festas em comemoração ao Ano Novo eram realizadas no dia 25 de março, com a chegada da primavera, e terminavam após uma semana de duração, no dia 1º de abril.

O Dia da Mentira: como surgiu esta data?

Foto: Reprodução/ internet

Em 1562, o papa Gregório XIII (1502-1585) implantou um novo calendário para o mundo cristão, o calendário gregoriano, no qual instituía o dia 1º de janeiro como o início do ano. Com as condições de comunicação daquela época, as notícias devem ter levado meses ou até anos para chegar a todos os franceses.

O rei francês só seguiu o decreto papal dois anos depois, em 1564, mas, mesmo assim, algumas pessoas não gostaram da mudança no calendário e continuaram a comemorar na data antiga.

A falta de aceitação ou o esquecimento da nova data virou motivo de chacota e gozação por parte das pessoas que já tinham aceitado o novo calendário. Assim sendo, as piadas tiveram origem da resistência, esquecimento ou falta de informação de alguns em relação à troca do calendário. Os gozadores começaram a enviar presentes estranhos e convites para festas inexistentes aos adeptos do calendário antigo, apelidando-os de “bobos de abril”. Dessa maneira surgiu o dia 1º de abril como o Dia da Mentira.

O Dia da Mentira no mundo

Aproximadamente 200 anos depois, as brincadeiras originárias na França migraram para a Inglaterra e para o restante do mundo. Na França, o Dia da Mentira é chamado de Poisson d’avril; na Itália, o dia é conhecido como Pesce d’aprile.

No Brasil, Pernambuco foi o primeiro estado a adotar a brincadeira, no ano de 1848. Em 1º abril daquele ano foi lançado um periódico chamado “A Mentira”, que apresentou como notícia o falecimento de D. Pedro, uma informação mentirosa que foi desmentida no dia seguinte.

Na mesma época, a mídia britânica começou a tradição de inventar histórias fantásticas e enganar os seus leitores. Esta tradição permanece até os dias de hoje, fazendo vítimas ou noodles (patetas), como são chamados na Inglaterra.

Na Inglaterra, as pessoas que acreditam nas histórias inventadas no Dia da Mentira são chamadas de “patetas” (noodles); nos Estados Unidos, recebem o nome de “bobos de abril” (april fools); já na Escócia são chamados de “tolos de abril” (april gowks).


Reportar erro