O Dia de Combate à Violência contra o idoso

O propósito da data é criar uma consciência mundial, social e política de que os casos de maus tratados a pessoa idosa existem e devem ser combatidos


Algumas datas comemorativas instituídas no Brasil e no mundo estão diretamente ligadas a questões sociais. É o que acontece com o dia 15 de junho. Ele marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, definida no ano de 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa.

O propósito da data é criar uma consciência mundial, social e política de que os casos de maus tratados à pessoa idosa existem e devem ser combatidos. E, embora possam parecer raros, os casos dessa natureza são recorrentes, exigindo atitude por parte dos governantes. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados em 2013, existem mais de 26 milhões de idosos no Brasil.

O Dia de Combate à Violência contra o idoso

Foto: Depositphotos

Ações alusivas

Com o propósito de reforçar os pontos defendidos na implementação da data, alguns países desenvolvem ações específicas para orientar a população sobre a importância de cuidar dos idosos com responsabilidade, carinho e atenção. A mensagem também é passada para as novas gerações na esperança que uma nova mentalidade sobre o assunto seja criada e reforçada para o futuro.

Tipos de violência contra o idoso

A violência física, corriqueiramente registrada contra os idosos, não é a única forma de trazer sofrimento e humilhação para as pessoas acima dos 60 anos de idade. Outro caso bastante recorrente é a negligência. Só para se ter ideia, no ano de 2014, cerca de 76% das denúncias recebidas pelo Dique 100 estavam relacionadas a esse tema.

Frequentemente, os descuidos são caracterizados pela omissão dos familiares ou instituições responsáveis com os cuidados básicos da pessoa idosa. Esse, por sua vez, estão relacionados ao lado emocional, físico e social. Entre os casos mais recorrentes de negligência estão o descuido com a higiene e saúde, privação de medicamentos, ausência de proteção contra o frio e o calor.

Denúncia

O cidadão pode se engajar nessa luta contra a violência contra o idoso. Para facilitar a atitude, a Secretaria de Direitos Humanos conta com o serviço do “Disque 100” para acolher denúncias. Através dele, o cidadão pode ligar a qualquer hora do dia ou da noite, sem que seja descontado qualquer valor da franquia telefônica. Outro ponto é que a identidade do denunciante é mantida em sigilo. Além do telefone, a internet é outra forma de enviar denúncias, por meio do site http://www.disque100.gov.br.


Reportar erro